Ultimate magazine theme for WordPress.

Criança de seis anos é morta por disparo acidental feito pelo irmão, de 12

Uma criança de seis anos de idade morreu ao ser atingida na região lombar por um disparo acidental, feito pelo seu irmão, de 12 anos, na cidade de Capitão Enéas, região norte de Minas. Segundo o Corpo de Bombeiros, os pais das crianças não estavam no momento do acidente e que, apesar dos esforços médicos, a vítima faleceu ainda no local. A arma de onde saiu o disparo era do tipo cartucheira artesanal de chumbinho.

A ocorrência aconteceu na manhã deste domingo (1), quando o Corpo de Bombeiros foi acionado realizar o transporte aeromédico de uma criança ferida acidentalmente por disparo de arma de fogo. Ao chegarem no local, os militares pousaram para interceptar a viatura do Samu que levava a vítima. No momento os médicos já realizavam o protocolo de reanimação com as massagens cardiopulmonares (RCP), pois a criança havia entrado em Parada cardiorrespiratória (PCR).

Apesar dos esforços das equipes, a criança não resistiu aos estímulos e o médico no local constatou o óbito da vítima no local. O corpo foi encaminhado para a Santa Casa e Hospital Nossa Senhora da Guia em Capitão Enéas e posteriormente para o IML.

O disparo

A Polícia Militar localizou o pai das crianças, que disse ter ido participar de um evento juntamente com a mãe da criança e a avó, tendo, no meio do caminho, recebido uma ligação relatando o ocorrido. Segundo ele, após ser avisado do ocorrido, retornou imediatamente ao local.O homem afirmou ainda que as crianças foram deixadas na casa de uma tia sob os cuidados da mesma.

Autor do disparo, o garoto de 12 anos contou para a polícia que ele, sua irmã (vítima) e mais outras crianças estavam brincando no quintal da casa da tia, quando foram para a casa dos pais que fica bem próxima, onde, segundo ele as crianças haviam encontrado uma espingarda de chumbinho e estavam brincando com ela.

Quando o garoto (autor do disparo) foi tomar a arma da irmã, a espingarda disparou acidentalmente e acertou a menina nas costas, na região lombar. Com o barulho do disparo, uma senhora (não informado se era uma vizinha) chegou no local, viu a cena e imediatamente acionou o SAMU e a Polícia Militar.

Segundo o pai, proprietário da arma, ela estava escondida no telhado da casa e não sabe como as crianças a acharam. A arma foi apreendida e duas conselheiras tutelares acompanharam o depoimento dos envolvidos.

Veja também: Idoso é morto com facada no pescoço, na cidade de Simonésia

Comentários do Facebook