Mais Minas
Portal de notícias de Minas Gerais

Agente Penitenciário é preso por dar celulares à detentos em Contagem

Um agente penitenciário do Complexo Nelson Hungria, em Contagem, região Metropolitana de Belo Horizonte, foi preso, nesta segunda-feira (14), pela Polícia Civil, por suspeita de cúmplice do tráfico de drogas e corrupção ativa.

O agente Alan Fernando Vieira é acusado, segundo a investigação da Polícia Civil, de fornecer celulares para os presos dentro do complexo penitenciário. A partir de ligações destes dispositivos, os criminosos comandavam ações dentro do tráfico de drogas e efetuava sequestros.

PUBLICIDADE

São três mandados de prisão preventiva  e seis de busca e apreensão, feitos para o agente. Esta se trata da operação “Masmorra” efetuada pela 1° Delegacia Especializada de Repressão à Organização Criminosa (Draco), do Departamento de Operações Especiais (Deoesp) da Polícia Civil.

Além do agente Alan, houve mandados contra um preso e sua esposa. Os três estão sendo investigados por associação ao tráfico de drogas, corrupção passiva e corrupção ativa. A investigação da Polícia Civil continua em busca de outros supostamente envolvidos nos crimes.

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) informou, através de uma nota, que o agente penitenciário Alan foi preso dentro de sua casa. Ele trabalha dentro do Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem, desde 2012. E ainda reforçou-se que o caso está sendo acompanhado e que todos os procedimentos administrativos serão feitos com o devido rigor perante a lei.

Deixe seu comentário
Participe gratuitamente do nosso grupo de notícias no Telegram -> ENTRAR.
você pode gostar também