Após ameaças de detentos, ônibus é incendiado em Vespasiano

Por

Após um motorista de ônibus receber uma carta de ameaças escrita por detentos em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde reclamavam da alimentação e das condições das celas em São Joaquim de Bicas, um ônibus foi incendiado menos de 24h depois da ameaça recebida.

Segundo informações da Polícia Militar, alguns moradores das redondezas de onde aconteceu o incêndio, teriam entrado no veículo quando ele parou em um ponto da avenida Coletora III, por volta de 17h45. Eles entraram, se passando por passageiros, entregaram uma outra carta para o motorista, mandaram todos descerem, e jogaram combustível antes de atear fogo. O conteúdo dessa carta, teria sido o mesmo da entregue anteriormente.

O tenente coronel Gilmar Luciano, do 36º Batalhão da Polícia Militar, disse ter certeza que o que aconteceu tem ligação com a carta de ameaça recebida. “Tem relação com esta carta que circulou. Desde ontem (terça-feira, 13) o sistema prisional foi acionado e já está trabalhando. Temos feito escolta aos coletivos, mas este ponto onde ocorreu fica bem na entrada de um beco do aglomerado. Tínhamos uma operação na hora, a cerca de 200 metros dali, mas infelizmente eles conseguiram fugir rapidamente”, conta.

O tenente confirmou que o incêndio foi causado pelos moradores. Eles conseguiram recolher imagens de câmera de segurança que ajudarão a identificar os responsáveis. O tenente também diz que, segundo o motorista do coletivo e algumas testemunhas, os suspeitos correram para dentro do bairro após o fogo se alastrar. “Chegamos ao local muito rápido, mas ninguém foi preso. Agora vamos continuar com as operações, temos o apoio do Batalhão de Choque e da Rotam. Continuamos com a escolta dos ônibus que passam pelo bairro e, inclusive, uma das empresas já recolheu seus veículos”.

O bairro chegou a ficar sem luz, já que as chamas atingiram a rede elétrica. A Cemig, a perícia da Polícia Civil e os bombeiros foram chamados no local.

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) irá contribuir para as investigações.

Deixe seu comentário

Tags :

Postado em 15 de agosto de 2019