Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo é transferida para o centro histórico de Itabirito

Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo é transferida para o centro histórico de Itabirito
Foto: Prefeitura de Itabirito/Divulgação

Incentivando a educação patrimonial e a aproximação da população com o centro histórico de Itabirito, a Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo deu novos ares ao Casarão de Paulo Josafá. Ressignificado e restaurado, o espaço agora abriga as diretorias de Cultura, Turismo, Eventos e Extensão das Artes da pasta.

Um ato simbólico de inauguração foi realizado na terça-feira, dia 23 de fevereiro, quando o espaço foi abençoado pelo padre Miguel Ângelo Fiorillo.

Campanha Unimed

“Além de ser um incentivo cultural para a cidade, a concretização dessa restauração faz com que a população enxergue o nosso passado e tenha visão da história e da memória da cidade”, destacou o prefeito Orlando Caldeira durante o ato simbólico.

Prefeito Orlando Caldeira participa do ato simbólico de inauguração – Foto: Prefeitura de Itabirito/Divulgação

Restauração e memória cultural

A transferência para o casarão localizado na histórica Rua do Rosário, importante via do setor urbano nos séculos XVIII e XIX, aconteceu no último dia 15 de fevereiro.

Entre os reflexos positivos estão a economia de gastos com aluguel, medida adotada pela gestão para reduzir os custos da administração municipal, e a preservação da memória cultural e da identidade histórica de Itabirito.

“A restauração dessa casa representa não só o valor que damos ao nosso patrimônio, mas também o nosso foco na preservação da história para as próximas gerações e é um marco do Circuito Cultural que pretendemos implementar”, afirmou Júnia Melillo.

Parceria com o Instituto Yara Tupynambá

Para atingir condições seguras e acessíveis de uso, o espaço passou por extenso processo de revitalização, iniciado em 2019, em parceria com o conceituado Instituto Yara Tupinambá. O restauro valorizou a estética e a arquitetura original do casarão, com construção inicial atribuída ao século XVIII.

Associada à recuperação, o instituto realizou curso de qualificação profissional, preparando os alunos para inserção no mercado de trabalho e promovendo a aprendizagem nas áreas da conservação e restauração arquitetônica.

Inscreva-se para RECEBER diariamente uma lista com as nossas principais notícias. É GRATUITO!

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

COMENTÁRIOS