BH terá esquema de segurança especial para clássico no domingo

BH terá esquema de segurança especial para clássico no domingo
Crédito da foto: Maic Costa

A Prefeitura de Belo Horizonte irá realizar uma operação, em conjunto com o Corpo de Bombeiros, BHTrans, Polícia Civil e Militar, para dar segurança às pessoas no clássico entre Cruzeiro e Atlético, que acontece neste próximo domingo (10), no estádio Mineirão. Na mesma data também ocorre o segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

De acordo com a Polícia Militar, o reforço na segurança acontecerá devido ao histórico de brigas que tem acontecido entre torcidas organizadas de Belo Horizonte. A recomendação é para não usar camisa ou acessório que identifique algum dos times, para evitar conflitos e confusões com torcidas adversárias.

Para o próximo domingo, diversos recursos de segurança serão utilizados, como câmeras, drones e reconhecimento facial. Serão nove equipes do Batalhão de Choque, além de militares do Comando de Policiamento Especializado.

Para os candidatos que irão realizar o Enem, a Polícia Militar recomenda que utilizem caminhos alternativos para irem em seus locais de prova. Com as chances, também, de chuva no domingo, é recomendado que acompanhem o Sistema de Alerta por SMS da Defesa Civil.

Histórico de conflito entre torcidas

Apenas neste ano de 2019, foram registradas três grandes conflitos entre torcidas de Atlético e Cruzeiro em Belo Horizonte e região. Em julho, após a segunda partida entre os rivais pela Copa do Brasil, brigas generalizadas foram registradas na Savassi, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, e no Bairro União, na Região Nordeste. Pelo o menos cinco pessoas foram detidas.

Em menos de um mês depois, 12 torcedores foram presos em uma briga generalizada envolvendo socos, chutes, pedras e pedaços de madeira, em Contagem, na Grande BH, horas antes de uma partida entre Atlético e Cruzeiro, válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O mais impressionante, em outubro, dois integrantes da Galoucura perseguiram e agrediram um membro da Máfia Azul, mesmo não tendo partida entre os dois times da capital. E ainda, na semana passada deste conflito, torcedores do Cruzeiro atacaram um ônibus com torcedores atleticanos, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, que iam para o Mineirão acompanhar a semifinal da Copa Sul-Americana.

Comentários do Facebook
COMPARTILHAR