NotíciasTecnologia

Bloqueios de celulares piratas pela Anatel começam a ser feitos neste domingo (24)

A agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) iniciou neste domingo (24) o bloqueio de celulares irregulares, ou seja, aqueles que não tem certificação para o uso, em todo o país.  O bloqueio acontece nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste, nos estados do Amazonas, Roraima, Pará, Amapá, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, São Paulo e Minas Gerais, além do Distrito Federal.

Desde janeiro, mensagens sobre a irregularidade dos aparelhos estavam sendo enviadas para alertarem os usuários. A ação faz parte da terceira e última fase do Projeto Celular Legal, uma ação coordenada pela agência de telecomunicações com a participação de empresas de telefonia, fabricantes e fornecedores de equipamentos celulares e  que tem por objetivo fortalecer o combate a celulares adulterados, roubados e extraviados em todo o país.

 

Como saber se meu celular é irregular?              

Segundo informações da Anatel, para conferir se um aparelho tem o certificado de regularidade, basta procurar um selo da agência de telecomunicações presente no carregador ou no verso da bateria.

O usuário também pode verificar a situação de seu celular  consultando o número do  IMEI. Para  isso, é necessário digitar *#06# e, em seguida,  um código composto por 15 números aparecerá.

Com esta identificação, basta acessar o site da Anatel, digitar o código recebido e pesquisar a situação do aparelho.

Outra forma de se certificar sobre a regularidade do aparelho é comparando o número do IMEI com o número que consta no adesivo do próprio aparelho. Se forem iguais, a situação do celular é regular.

A Agência Nacional de Telecomunicações ainda destaque que, para a segurança dos consumidores e usuários, o procedimento descrito acima deve ser realizado ainda no momento da compra.

Mais informações sobre o Projeto Celular Legal podem ser obtidas, diretamente do site da agência.

Facebook Comments

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios