LGBT Categoria

Kalil oferece BH para sediar próxima Bienal do Livro: "aqui não se prende livro"
Após polêmicas na Bienal do Livro, ocorrida no Rio de Janeiro durante 30 de agosto a 8 de setembro, o Secretário Municipal de Cultura de Belo Horizonte, Juca Ferreira, manifestou em seu perfil no Twitter, que o prefeito Alexandre Kalil teria oferecido a capital mineira para sediar o próximo evento literário. Ao fim de sua publicação, Juca escreveu: “aqui não se prende livro nem se cultua a ignorância”. Essa foi uma manifestação após a tentativa de censura na Bienal do Livro, por parte do prefeito da cidade do Rio deLeia Mais
Confira os eventos deste fim de semana em Minas Gerais
Tá a fim de sair e aproveitar os eventos do final de semana em Minas Gerais? Tá procurando algo pra fazer e quer se divertir? O Mais Minas preparou para você uma agenda cultural com os melhores eventos para você curtir em Belo Horizonte e região. E não para por aí, ainda tem muita programação em Ouro Preto. Com atrações para todas as idades, esse fim de semana será agitado, e você pode escolher o que quer prestigiar. Eventos em Belo Horizonte Na capital mineira alguns eventos vão agitar aLeia Mais
Festa @bsurda leva diversidade de público e de música para a Praça da Estação
Com muito pop e muito funk, o baile da @bsurda agitou o palco festa da Virada Cultura, no domingo (21). A diversidade não ficou somente na música e alcançou também a plateia. Além do tradicional público LGBT, a festa promovida pelo @bsurda levou para as ruas da Praça da Estação adultos, crianças, jovens e famílias inteiras.  Conhecida como uma festa sem frescuras, @bsurda surgiu a partir da ideia de promover um evento que tocasse de tudo, uma junção de vários ritmos. O conceito deu certo e começou a chamar aLeia Mais
O Cabaré da Virada Cultural é marcado por críticas a prefeito Kalil
Uma das principais atrações LGBTQQI+ da Virada Cultural, O Cabaré das Divinas Tetas, se apresentou com muito gingado no Palco Parque Municipal. O evento foi marcado por performances artísticas, repúdio ao preconceito e críticas ao prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), pelo cancelamento do evento que seria marcado pela coroação da “Nossas Senhora das Travestis”. Com grande participação do público LGBTQQI+, o evento que antecede o show de Moraes Moreira, foi utilizado para protestos contra a morte do público LGBT, pedindo o mínimo de direitos humanitários à causa. EntreLeia Mais
Ser diferente é normal

Postado em julho 16, 2019De Pedro Luiz Teixeira de Camargo (Peixe)Em Coluna do Peixe, LGBT

Ser diferente é normal

Uma das maiores dificuldades dos seres humanos é lidar com o que ele acha diferente. Pode ser a nível físico, sexual ou até mesmo mental. É realmente impressionante observar como o que a sociedade julga como diferente a assusta. Esse medo, no caso de deficiências e transtornos por exemplo, ocorre pela dificuldade de ver o mundo sob o ponto de vista do outro, afinal é muito estranho pensar que alguém veja o mundo pelas mãos, ouça pelos olhos, ou ainda desenvolva outros sentidos para compreender o mundo ao redor, sóLeia Mais
Cerca de 160 celulares roubados na Parada LGBT de BH são recuperados
Vinte e seis pessoas foram presas suspeitas de terem furtado cerca de 160 celulares durante a 22° Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte. O evento aconteceu no último domingo (14), na capital de Minas Gerais. De acordo com a Polícia Militar, onze dos presos são colombianos, já os outros 15 eram do Rio de Janeiro. Ainda de acordo com a PM, os criminosos estavam trabalhando em grupos, e hospedados em hotéis da capital. Segundo informações, os homens praticavam os furtos e iam para o hotel deixar os celulares queLeia Mais
Alexandre Kalil discursa na 22ª Parada do Orgulho LGBT em Belo Horizonte
Uma multidão se reuniu neste domingo (14), na Praça da Estação, no centro de Belo Horizonte, para celebrar a diversidade na 22ª Parada do Orgulho LGBT. O prefeito Alexandre Kalil prestigiou o evento e fez um breve discurso que agradou ao público. Após agradecer a multidão, Kalil deu três conselhos que ele classificou como libertadores. Primeiro, ele falou para as pessoas dizerem mais o “não sei”. Em seguida, ele pediu para que cada um olhasse para a pessoa do lado e falasse “eu te amo”. O terceiro e último levouLeia Mais
Lil Nas X, fenômeno mundial do rap, assume homossexualidade
O rapper Lil Nas X, fenômeno da música mundial e líder das paradas da Billboard há quase três meses consecutivos, anunciou, em seu Twitter Oficial, que é homossexual. O artista ficou conhecido mundialmente após lançar o sucesso “Old Town Road”. O artista publicou em seu perfil pessoal a seguinte mensagem (em tradução livre): “Alguns de vocês já sabem, alguns não ligam, outros não vão mais me acompanhar. Mas antes que esse mês acabe, eu queria que todos vocês ouvissem com atenção ‘C7osure'”. O texto é acompanhado por uma animação emLeia Mais
Hoje, dia 28 de junho, é comemorado o Dia Internacional do Orgulho LGBT. Em 1969, nessa mesma data, o bar Stonewall, localizado no bairro Greenwich Village em Nova Iorque, foi invadido por policiais disfarçados que alegavam “conduta imoral” e descumprimento das leis locais em relação à venda de bebidas alcoólicas. O oficial Seymour Pine, da Divisão de Moral Pública, era um deles. Mas não era novidade, diversos bares sofriam essas abordagens brutas constantemente e com abuso de autoridade. O objetivo era identificar, humilhar, expulsar e prender clientes e funcionários. MasLeia Mais
Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte reunirá mais de 20 atrações
Trazendo como slogan “Seu corpo é político”, a Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte chega em sua 22ª edição com uma grade de programação extensa. Ao todo, estão confirmadas 23 atrações oficiais no evento. É importante frisar que os artistas que participam da parada são voluntários, ou seja, pessoas que se ofereceram para expor sua arte gratuitamente, sem receber cachê, formando uma verdadeira corrente de amor contra a homofobia. Às 11h00 dia 14 de julho, gays, lésbicas, transgêneros, bissexuais, queers, pessoas intersexo e simpatizantes começarão a se concentrar naLeia Mais
Emicida, Pabllo Vittar e Majur juntos para o novo Single AmarElo
No mês do Orgulho LGBTQ+, Emicida lançou seu novo single, na madrugada desta terça-feira (25), em parceria com Pabllo Vittar e Majur. O clipe para “AmarElo” também foi lançado hoje. E ele foi gravado no complexo do Alemão, um dos maiores conjuntos de favelas da Zona da Leopoldina, no Rio de Janeiro. Também o novo disco do artista, leva o nome do single lançado, “AmarElo”, e está previsto para ser lançado ainda este ano. Com letra que referencia as realidades vivenciadas pelos grupos negros e LGBTQ+, população que os artistasLeia Mais
OAB não aceitará acusados de violência contra pessoas LGBTQI+
O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) aprovou, por unanimidade, nesta semana, a proposta que torna a violência contra pessoa LGBTQI+ idoneidade moral. Ou seja, não aceitará inscrição bacharéis em direito que tenham agredido pessoas em razão de sua orientação sexual, identidade de gênero e expressão de gênero. Conselho Pleno decide por unanimidade que agressores de pessoas LGBTI+, em razão da Orientação Sexual, Identidade de… Posted by OAB Nacional on Wednesday, June 12, 2019 Segundo o texto da proposta, de origem do Conselheiro Federal Helio das Chagas LeitãoLeia Mais
Em um julgamento realizado na quinta-feira (23), seis dos onze ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram por criminalizar a homofobia e a transfobia como crime de racismo no Brasil. A questão começou a ser debatida em fevereiro e teve como autores os dois processos (ADO 26 e MI 4733), a Procuradoria-Geral da República (PGR), a Advocacia-Geral da União (AGU) e o Senado, além de grupos favoráveis e contrários à criminalização da homotransfobia. As ações pedem a criminalização de todas as formas de ofensas individuais e coletivas, homicídios, agressões eLeia Mais
Atores protagonizam beijo gay em série da Globo

Postado em maio 24, 2019De Karine BibianoEm LGBT, TV

Atores protagonizam beijo gay em série da Globo

Nesta quinta (23) foi ao ar mais um episódio de Sob Pressão, que surpreendeu a todos com um beijo gay. Segundo internautas, que bombardearam as redes com comentários, foi um beijo de verdade, para além de um simples “selinho”. A cena foi protagonizada pelos atores Kelner Macêdo e Bruno Garcia, que interpretam os personagens Kleber e Décio, respectivamente. Na série, eles interpretam um paciente e seu médico. No mesmo dia, foi decidido por maioria pelo Supremo Tribunal Federal, a criminalização da homofobia no Brasil. De 11 magistrados, seis votaram tambémLeia Mais
Taiwan se torna o primeiro país da Ásia a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo
O parlamento do Taiwan aprovou nesta sexta-feira (17) a primeira lei asiática a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo. A votação acontece depois que o tribunal constitucional de Taiwan, em 2017, decretou que impedir o casamento de pessoas do mesmo sexo era inconstitucional e deu ao governo um prazo de dois anos para criar uma legislação apropriada ou uma lei de igualdade no casamento seria criada automaticamente. Este prazo expira em 24 de maio. Os deputados debateram três leis diferentes para legalizar as uniões homossexuais, e a adotadaLeia Mais
Assista o vídeo comercial do Banco do Brasil vetado por Jair Bolsonaro
O presidente da República, Jair Bolsonaro, mais uma vez se encontra em polêmicas. Na última quinta-feira (25), em um café da manhã com jornalistas, Bolsonaro declarou que “o Brasil não pode ser um país do mundo gay, de turismo gay”. Além da declaração polêmica, o presidente influenciou na derrubada de uma campanha publicitária do Banco do Brasil, que consistia em um vídeo marcado pela diversidade e focado no público jovem. Tal informação foi divulgada pelo blog do jornalista Lauro Jardim, que afirmou que Jair Bolsonaro teria procurado o presidente doLeia Mais
Afinal, carnaval é lugar de política?

Postado em março 7, 2019De Rômulo Giacomin SoaresEm Carnaval, Feminismo, LGBT, Política, Protesto

Afinal, carnaval é lugar de política?

O carnaval de Belo Horizonte 2019 passou por grandes polêmicas após alguns blocos se manifestarem contra o presidente da República, Jair Bolsonaro. Com isso, o público se dividiu na capital mineira. Enquanto os cantores nos trios elétrico puxam o grito de: “Ele não”, outros gritam “É carnaval, toca música” e, em meio a tudo isso, a Polícia Militar recomendou que posições políticas não sejam expressadas durante o carnaval. No domingo de carnaval, o bloco “Chama O Síndico” foi um dos principais blocos de rua de BH com manifestações contra oLeia Mais
Marcado pela diversidade, carnaval de BH tem até bloco que homenageia divas do pop
Tradicionalmente o Carnaval de Belo Horizonte tem forte participação popular e de diversidades, como a comunidade LGBTQ+. Seguindo essa tendência, em 2019 são muitas as opções de blocos para curtir o carnaval de forma descontraída. Alguns blocos com foco nesse público se destacam no cenário carnavalesco de BH, como o Alô Abacaxi, Então Brilha e o Garotas Solteiras. Este último “inspirado na diva-mor Beyoncé, e batizado com uma elaborada tradução do seu hit “Single Ladies (Put A Ring On It)”. O Garotas Solteiras junta a música pop com a malemolênciaLeia Mais
Quatro ministros votam pela criminalização da homofobia no quarto dia de julgamento
A sessão do julgamento conjunto da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADO) nº 26 e do Mandado de Injunção (MI) 4733 começou com o voto do ministro Luiz Edson Fachin que, conforme previsto, seguiu a linha do ministro Celso de Mello e também votou pelo enquadramento da homofobia e da transfobia na Lei do Racismo. Num voto mais sucinto, ele reconheceu a mora do Poder Legislativo, o dever constitucional de que há a necessidade de se legislar para punir essas discriminações em razão da orientação sexual ou da identidade de gênero,Leia Mais
Ministro Celso de Mello, decano do STF, vota pela criminalização da homofobia
A sessão do julgamento sobre a omissão legislativa em criminalizar a homofobia entrou no seu terceiro dia de debate no STF, com o ministro Celso de Mello concluindo todos os 18 pontos que compõem o seu voto. O ministro relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADO) nº 26 propôs que STF determine a criminalização da homofobia até que o Congresso crie uma lei específica para tratar do assunto. Houve a perspectiva de encaminhamento para o final do voto do ministro, nesta primeira fase de votação, ainda hoje, seguindo com oLeia Mais