Ultimate magazine theme for WordPress.

Deslizamento em Ibirité causa morte de uma mulher e um bebê de quatro meses; mais cinco pessoas estão soterradas

Sete pessoas estão soterradas sob escombros de uma casa e grande quantidade de terra na Vila ideal do bairro Durval de Barros, em Ibirité, região metropolitana de Belo Horizonte. As primeiras informações são de que se trata de dois adultos, dentre eles uma mulher que morreu, e duas crianças, uma de seis anos e outra de, aproximadamente, apenas quatro meses que não resistiu e morreu. As outras três que estão soterradas ainda não tiveram qualquer identificação.

Com a chuva ininterrupta que atinge todo o estado durante esta sexta-feira (24), um barranco cedeu e atingiu a casa onde a família estava. As equipes do Corpo de Bombeiros (CBMMG) e da Polícia Militar (PMMG) tentam encontrar a localização exata de onde as pessoas foram soterradas, porém o acesso ao lugar é de difícil acesso e tem causado complicações para as operações de resgate.

De acordo com os bombeiros, a situação na região é crítica quanto os desabamentos e também orientam que os moradores saiam imediatamente de suas residências caso haja risco de desabamento de barrancos.

Parentes das crianças e dos adultos que foram soterrados pela terra permanecem no lugar onde aconteceu o desabamento. O tenente da Polícia Militar, Luiz Santos, disse que a situação é bem difícil pela dificuldade de acesso ao local onde houve o desabamento. Os procedimentos de resgate foram iniciados, mas ainda o estado é de alerta, já que é possível que aconteçam outros deslizamentos.

Outros deslizamentos

Durante a madrugada de sexta-feira (24), um barranco cedeu em Belo Horizonte, em um trecho da avenida Cristiano Machado, na altura do bairro da Graça, região Nordeste da cidade. O deslizamento interditou o trânsito durante a madrugada e o período da manhã.

Além do ponto do desabamento, outros locais na Avenida Cristiano Machado causam preocupação nos moradores. No twitter “Cristiano Machado” está nos tópicos mais falados da rede social, como o “assunto mais falado no Brasil”.

Matéria em atualização *

Comentários do Facebook