Pedro Peixe
Pedro Peixe
Pedro Luiz Teixeira de Camargo (Peixe) é Biólogo e Professor, Dr. em Ciências Naturais e Docente do IFMG. É militante e articulista da coluna de política Coluna do Peixe, com opiniões sobre o que se passa na política local e nacional.

A lamentável situação do Conselho de Saúde de Ouro Preto

Não é de hoje que se ouvem histórias sobre os desmandos de alguns conselhos na cidade de Ouro Preto. Casos de pautas levadas a toque de caixa, assinaturas ad referendum sem necessidade alguma, etc.

Mas dessa vez o secretário de saúde passou dos limites: de maneira totalmente irresponsável não soube se portar na reunião simplesmente abandonando a sala virtual e deixando todos sem entender o que se passou.

Não basta submeter uma pauta para os conselheiros somente referendarem o que já foi assinado e não se sentir à vontade quando temos participação social, agora ele sai do recinto e deixa todos os demais representantes da sociedade ao léu?

É hora dos movimentos sociais ouro-pretanos, com destaque para a FAMOP rediscutirem o papel do Conselho de Saúde. Tem conselheiro completando 20 anos de atuação ininterrupta, isso é um absurdo do ponto de vista democrático! Isso para não falar de conselheiro indicado pela sociedade civil que vota como governo, é uma verdadeira aberração o que estamos assistindo no presente!

Essa desorganização precisa acabar! Estamos em uma cidade onde os casos de coronavírus estão pipocando e a administração municipal simplesmente não faz testagem em massa, tem pessoas morrendo ou em risco e a principal ação preventiva simplesmente é ignorada por todos!

Quando vemos a formação do secretário de saúde, o responsável pelo lastimável ocorrido na última reunião do conselho, começamos a entender um pouco os motivos do vexame, afinal de contas nem profissional da saúde o sujeito é, no popular, ele está “quebrando um galho” pois ninguém quer assumir a saúde nesse momento caótico.

Até quando vamos assistir o município nessa situação? A saúde está abandonada, os testes preventivos não são realizados e só escutamos falar da nova UPA. Ela é extremamente importante, ninguém duvida, mas e o resto? E a falta de insumos no hospital de campanha? E a postura autoritária e ridícula do secretário de saúde na reunião onde os verdadeiros patrões, os usuários, estão presentes?

Algo precisa ser feito, não podemos enfrentar uma pandemia com figuras totalmente despreparadas no comando de uma das mais importantes pastas do executivo municipal.

É hora de renovar tudo, começando pelo Conselho de Saúde.

Mudanças já!

Leia mais

O grande derrotado das eleições brasileiras foi o TSE

No último domingo tivemos mais uma etapa das eleições municipais no Brasil inteiro, mesmo com pandemia, milhões de pessoas foram até as urnas escolher...

Familiares têm papel fundamental na recuperação de dependentes químicos

Tudo começa para preencher um vazio momentâneo. Logo a necessidade se torna exacerbada e o descontrole toma conta. Esse sentimento pode ser descrito em...

Benefícios de consumir o popular cafézinho

Originário da Etiópia, o café chegou ao Brasil no século 18 e, desde então, nunca mais saiu. Ele faz parte dos lares de todas...

Artigos Relacionados

Não é possível se cogitar volta presencial às aulas em meio a uma pandemia

2020 sem dúvida é um ano que ficará para a história. Apesar de ser um grande para alguns pessoalmente, a maior parte da população...

Foi dada a largada para as eleições em Ouro Preto

Começou. Depois de muita espera, desde o dia 27-09 teve início a eleição municipal em Ouro Preto. Após muita expectativa, temos seis postulantes ao...

UFMG lança site sobre saúde mental

Um canal de entrada, um ponto de encontro para estudantes, servidores técnico-administrativos, docentes, trabalhadores terceirizados, familiares e amigos que estejam ou conheçam alguma pessoa...

O perigo da negação da Ciência

Nos últimos tempos temos observado a propagação cada vez maior de ideias já superadas, em especial no que tange a Ciência. Esse tipo de...