O perigo da negação da Ciência

Nos últimos tempos temos observado a propagação cada vez maior de ideias já superadas, em especial no que tange a Ciência. Esse tipo de situação é muito perigosa, pois faz com que voltemos a reviver problemas já resolvidos, como por exemplo a poliomielite, uma doença já erradicada que graças aos movimentos anti vacina está voltando à ativa.

Mais um caso que os negacionistas tem trazido à tona tem a ver com a esfericidade da Terra e a força da gravidade, dois postulados já superados acerca de quinhentos anos que alguns lunáticos querem discutir sem base científica alguma, simplesmente gravando vídeos na internet e confundindo opinião pessoal com pesquisa científica.

Em um primeiro momento, parece engraçado o que fala essa turma, mas na realidade isso é muito perigoso, pois o negacionismo científico cobra um preço alto, como estamos vendo na pandemia do COVID-19, onde por pura negligência de muitos gestores federais, o Brasil caminha para mais de 130 mil mortos.

Quando o debate se aprofunda, vemos a insana seriedade das atitudes de negação da Ciência, como por exemplo em mais um caso de vacina, dessa vez das que estão sendo desenvolvidas contra o coronavírus.

É no mínimo irresponsável um presidente dar uma entrevista dizendo que não vai “fazer campanha” para as pessoas se vacinarem, que isso é uma decisão puramente individual. Na verdade, não é, pois quando uma pessoa não se vacina, ela coloca em risco de contaminação todo o seu entorno, uma vez que ela pode vir a desenvolver uma determinada doença com uma probabilidade muito maior que os que foram vacinados, gerando um gasto público totalmente desnecessário, já que a prevenção é muito mais barata que a remediação.

Precisamos pensar nas nossas atitudes pois todos nós somos exemplo de alguém, brincar de negar a Ciência além de perigoso é bizarro, pois não se refuta dados de pesquisa com achismo, opinião e mensagem encaminhada nas redes sociais, isso é muito sério!

Apesar do pouco investimento do governo brasileiro, a nossa Ciência é referência em diversas áreas, sendo respeitada no mundo inteiro, não podemos taxar quem estuda uma vida toda para buscar a cura de uma doença ou descobrir uma nova espécie como nosso inimigo, pelo contrário, é graças a Ciência que temos fogão, geladeira ou mesmo celular para ler esse texto.

Já é hora de pararmos de ficar dando corda para irresponsável dançar, o negacionismo científico é um perigo e precisa ser combatido das mais diversas formas, e o mais simples de todos é mostrando para os que insistem nesse erro que precisam repensar, literalmente chamando para o debate, pois de tanto as pessoas sérias se calarem, que os “sem noção” ganharam o espaço que ganharam…

Até a próxima.