O que você procura?

Três razões que comprovam que praticar musculação auxilia no emagrecimento

Antônio Brandão 21 de outubro de 2020 às 12:20
Tempo de leitura
3 min
Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Quando pensamos no processo de emagrecimento, pensamos diretamente na prática de exercícios físicos e reeducação alimentar. Basicamente, essas são as primeiras mudanças que devemos fazer em nossa rotina para iniciar um programa de redução de gordura corporal. Entretanto, muitas pessoas negligenciam pontos fundamentais.

Um desses pontos é a relação da prática da musculação com o emagrecimento. Inúmeros praticantes ainda possuem o conceito equivocado onde o treinamento aeróbio é colocado como principal, e o treino de força é deixado em segundo plano ou muitas vezes não é praticado. Em função disso, apresentarei três razões para que esse conceito seja repensado.

Ganho de massa muscular e metabolismo

O treinamento de força, a famosa musculação, é conhecida por ser o principal exercício físico que promove ganhos de massa muscular. Ao contrário da gordura, a massa muscular aumentada necessita de um gasto calórico maior para manter a sua densidade, o que significa dizer que elevando a sua musculatura você irá acelerar seu metabolismo de repouso. No médio e longo prazo essa mudança em sua musculatura poderá contribuir para redução da gordura corporal.

Gasto energético e atividades diárias

Praticar exercícios de força contribui de uma maneira ampla na nossa rotina, com a musculatura mais forte, podemos melhorar nosso rendimento durante todas as atividades diárias. Isso caracteriza um perfil mais ativo, com mais condições de realizar as tarefas do dia a dia e consequentemente, ter um gasto calórico maior. Como no item acima, aumentando o gasto calórico diário você poderá ter reduções significativas do tecido adiposo.

Redução da produção de gordura

A maior parte da nossa gordura corporal foi produzida pelo nosso próprio corpo, pela ingestão de carboidratos por exemplo. Quando nós consumimos carboidrato existem dois possíveis caminhos para ele, o primeiro é ser transformado em glicogênio para ser utilizado como fonte de energia. O segundo será a transformação em lipídeo para ser armazenado no tecido adiposo, ou seja, gordura corporal. Quando estamos ativos e praticando exercícios mais intensos, como a musculação, estimulamos a mobilização dessas reservas de energia para que não ocorra essa transformação em gordura corporal e sim o aproveitamento dela pelos músculos. Esse processo contribuirá diretamente para o emagrecimento.

Todos esses três fatores mencionados possuem sua contribuição, mas é importante que não deixemos de lado o acompanhamento com um profissional da Nutrição para elaborar um plano alimentar adequado, juntamente com o profissional de Educação física no planejamento dos treinos.

Última atualização em 21 de outubro de 2020 às 12:21