O que você procura?


Eleições 2020 em números e dados

Sérgio Fernandes Antunes 2 de novembro de 2020 às 15:43
Tempo de leitura
2 min
Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil

O Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) divulgou uma pesquisa denominada “Panorama das Eleições Municipais – Mapa das Candidaturas 2020”, objetivando dar maior transparência a população sobre as candidaturas. Os resultados divulgados pelo DIAP foram obtidos por intermédio de análises dos dados registrados pelos partidos políticos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O estudo evidenciou que são pouco mais de 545 mil candidatos e candidatas que estão pleiteando as eleições de 2020, sendo aproximadamente 19 mil candidatos e candidatas ao cargo de chefe do executivo municipal – prefeito (a) –  tendo 5.568 vagas para tal cargo e 506 mil candidatos (as) ao cargo legislativo municipal – vereador (a), tendo cerca de 56 mil vagas para esse cargo. A pesquisa expos que estão aptos a votarem cerca de 148 milhões de eleitores no dia 15 de novembro. Esses dados são demonstrados no gráfico abaixo:

A pesquisa demonstrou que ainda segue sendo homens a maioria dos candidatos, com mais de dois terços das candidaturas. Mais de 60% das candidaturas são de candidatos (as) de 18 a 49 anos, como evidencia o gráfico:

+ Eleições 2020: Zerésima, registro digital de voto e boletim de urna

Os dados referentes à cor e raça ainda não atingiram a igualdade que é almejada para uma sociedade mais representativa, igual e justa. A pesquisa expos que candidatos (as) autodeclarados brancos somam 77,7% do total de candidaturas, os pardos ocupando apenas 39,46% do total de candidaturas. Os números de autodeclarados pretos e indígenas são ainda menores, sendo, respectivamente, 10,46% e 0,4% total. Dados esses, vislumbráveis no gráfico a seguir:

A pesquisa ainda contemplou o nível de escolaridade dos candidatos, elucidando que quase 50% dos candidatos não possuem ensino superior, médio ou fundamental completo ou incompleto. Esse resultado demostra a importância da educação e de como ela deve ser valorizada e receber investimentos públicos, para que se forma uma sociedade com cada vez mais estudada e que seus representantes também estejam aptos educacionalmente para representá-la.