O que você procura?
Renova banner


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Do Nada Ao Tudo – A Esperança Ressurgida das Cinzas

Sabrina Guedes 28 de novembro de 2019 às 20:00
Tempo de leitura
2 min

O colapso do planeta parece que é uma realidade irreversível.

O homem, diante da sua condição de caçador, líder nato, o condutor e mola inteligível da criação, se faz dono e detentor de “poderes” capazes de transformar maleficamente o bom e o bem há muito destinado a todos.


O bem-estar da coletividade deixou de ser um universo da maioria para virar mercadoria, escambo, objeto barato de barganha entre a inescrupulosidade de alguns e as necessidades inalienáveis da maioria.

Viver uma tensão dicotômica é se perceber desprovido de recursos que visem à transformação e mudança estrutural.

“Nada é permanente, exceto a mudança”. (Heráclito)

Mesmo diante da patologia social premente, ações benéficas e de cunho político social parecem salvaguardar o que Aristóteles já dizia: “A política não deveria ser a arte de dominar, mas sim a arte de fazer justiça”, é a história gritando por socorro, retornando a sua gênesis e lutando por desenterrar a esperança há muito perdida e sepultada.

Reconhecer em cada elemento humano a força propulsora que permite o deslocamento do pêndulo para a igualdade de muitos e solidariedade coletiva é e será o grande desafio por ser alcançado, lutado e debatido.

“A esperança é o único bem comum a todo os homens, aqueles que nada mais têm – ainda a possuem”. (Tales de Mileto)

Inscreva-se no nosso boletim informativo

Inscreva-se para receber as principais notícias veiculadas no nosso site em sua caixa de entrada, uma vez por dia.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.