O que você procura?
Renova banner


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

O homem e a sua essência

Sabrina Guedes 22 de abril de 2019 às 09:20
Tempo de leitura
2 min

A contemporaneidade traz elementos geográficos, históricos, socioculturais, que retratam uma concepção de homem que é traduzido muitas das vezes pelo “o que” carrega ao redor enquanto elemento material e muito menos por sua essência e pelo o quê de fato é como pessoa.

A mudança trazida pela virada dos séculos e milênios ocasionou também numa perspectiva de mentalidade que tem como norte, na atualidade, o viés tecnológico digital.


Desde o mais tenro período que se tem notícia da existência da humanidade, as questões referentes às necessidades primárias e a sobrevivência da espécie foram norteadores fundamentais para o entendimento necessário do homem.

A tecnologia enquanto atividade e fazer humano sempre foi partícipe dessa longa caminhada e a cada dia se torna corresponsável por essa mesma ordenação que ora concorre para o bem e ora para o desvio e derrota. Na realidade, ela é apenas consequência das nossas próprias intenções e atos.

Hoje, devemos antes de tudo, decifrar quem é esse indivíduo chamado de humano e resgatar a sua essência primeira e para qual está cada vez mais inclinado, desconectando-o dessa exterioridade que por vezes ludibria, mas fundamentalmente voltando o olhar para dentro dessa intimidade indecifrável e misteriosa.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.