O que você procura?


A tendência do comfort food

O comfort food surgiu em contrapartida à mecanização do preparo dos alimentos e a tendência do fast food, partindo do princípio de se degustar as preparações sem pressa recebendo, assim, uma sensação de conforto psicológico. 

Franciele Santana 6 de outubro de 2021 às 08:17
Tempo de leitura
3 min
Foto: Canva
Foto: Canva
Nutricionista, natural de Ouro Preto/MG, e uma admiradora da arte da escrita, almejo proporcionar saúde compartilhando meus conhecimentos de modo a agregar melhorias na vida do maior número de pessoas possível.

Uma alimentação saudável não se resume simplesmente ao consumo de alimentos nutricionalmente adequados; pois além disso a comida deve despertar conforto e bem estar, sem gerar culpa.  Além da nutrição, são envolvidos outros aspectos da alimentação, como a escolha do que comer, a ocasião, a companhia, etc.

Surge então o termo comfort food (comida confortável), que é uma tendência que tem se popularizado ao passo que  assume–se a importância da sensação de bem estar associada à alimentação. Esse termo faz referência aos sabores, aromas, formatos, cores e texturas que ativam sensações de prazer e segurança. Em geral, são pratos de preparo simples, que ativam a memória afetiva ao despertar emoções de aconchego e alegria, nos remetendo a pessoas ou momentos especiais, como por exemplo aquele prato que era preparado pela avó e marcou a infância.

O comfort food surgiu em contrapartida à mecanização do preparo dos alimentos e a tendência do fast food, partindo do princípio de se degustar as preparações sem pressa recebendo, assim, uma sensação de conforto psicológico. 

Alguns autores separam as comfort foods em quatro categorias:

– Comidas nostálgicas: as quais remetem a um período, pessoa ou lugar marcante na vida do indivíduo.

– Comidas de indulgência: aquelas onde o indivíduo prioriza o prazer obtido com o consumo de determinado alimento em vez dos aspectos nutricionais. Sendo que nesses casos os alimentos são utilizados como medida compensatória para restabelecer a sensação de bem-estar em algum momento turbulento de sua vida. O que merece muito cuidado, visto que pode causar um sentimento de culpa se consumido de forma muito frequente e/ou em grande quantidade.

– Comidas de conveniência: são aquelas que já podem sem adquiridas prontas ou semi preparadas, tornando-as rápidas de serem consumidas, proporcionando conforto sem o trabalho do preparo.

– Comidas de conforto físico: são aquelas que proporcionam bem estar físico além do emocional.

A definição de comfort food é pessoal, ou seja, cada pessoa classifica o seu tipo de alimentação ou prato específico que tem ligação com sua história de vida e suas experiências, pois uma das principais características do comfort food é que os pratos são derivados da comida caseira, transmitindo a sensação de ter sido preparada por alguém especial proporcionando, assim, sentimentos positivos, nutrindo o corpo e a alma.

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar à posição do portal Mais Minas sobre o assunto.

Última atualização em 6 de outubro de 2021 às 08:19