O que você procura?


Aquilo que você precisa saber antes de aderir ao jejum quaresmal

Franciele Santana 17 de fevereiro de 2021 às 20:18
Tempo de leitura
3 min
Foto: Biblioteca de Imagens do Canva
Foto: Biblioteca de Imagens do Canva

Entramos agora no período da quaresma, o qual torna recorrente o uso de termos como jejum e abstinência.

Enquadra-se como abstinência a privação do consumo de carnes de animais de sangue quente (bovina, suína, aviária, ovina, etc), sendo permitida a ingestão de ovos, laticínios e gorduras. É possível ainda de ser realizada a abstinência parcial, que consiste na permissão do consumo de carne apenas na refeição principal.

O jejum corporal faz parte das práticas espirituais de quase todas as religiões, conferindo, assim, um significado sagrado. É importante ressaltar que a proposta do jejum não é fazer com que as pessoas passem fome, mas proporcionar momentos de reflexão e autoconhecimento, a fim de conferir maior leveza, plenitude física e mental, enquanto exercitamos o autocontrole sobre nossos desejos. Desse modo, o jejum inicia-se sempre após o café da manhã, a fim de evitar indisposição e irritação, bem como outros incômodos decorrentes da fome.

LEIA TAMBÉM:  Independência sem cortar as raízes

Para ser denominado jejum deve-se necessariamente fazer abdicações alimentares. As demais penitências podem ser realizadas, porém não se classificam como jejum. Existem quatro categorias de jejum:

  • Jejum completo: nessa modalidade, após o café da manhã só é permitida a ingestão de água durante o dia. O jejum deve se encerrar ás 16h;
  • Abstenção de uma refeição: nesse tipo, além do café da manhã escolhe-se uma das grandes refeições para ser feita (almoço ou jantar), sendo que devem ser feitas com moderação. Fora dessas duas refeições do dia não devem ser consumidos biscoitos, refrigerantes, doces, etc, no entanto não deve-se abster do consumo de água e a refeição que não foi realizada pode ser substituída por um lanche simples;
  • Jejum pão e água: também conhecido como jejum bíblico, nele faz-se o desjejum antes das 9h da manhã e no restante do dia é permitido que seja consumido apenas pão e água para saciar a fome. Esse tipo de jejum deve ser encerrado às 18h;
  • Jejum à base de líquidos: faz-se o desjejum antes das 9h da manhã e no restante do dia consome-se apenas líquidos tais como chás, vitaminas, laticínios, caldos totalmente líquidos (excluindo-se sopas e canjas).
LEIA TAMBÉM:  E tudo acaba em pizza

Água e remédios são permitidos em qualquer tipo de jejum. Mais importante do que aderir a qualquer prática é entender o verdadeiro sentido de cada uma e, assim, escolher de acordo com seus próprios conceitos, qual se adequa melhor aos seus interesses e necessidades. Nada deve ser feito por obrigação, mas por um propósito pessoal, o que torna tudo mais leve e funcional.

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar à posição do portal Mais Minas sobre o assunto.

Última atualização em 1 de setembro de 2021 às 20:25