31 C
Belo Horizonte
domingo, 5 fevereiro 2023

Franciele Santana
Franciele Santana
Nutricionista, natural de Ouro Preto/MG, e uma admiradora da arte da escrita, almejo proporcionar saúde compartilhando meus conhecimentos de modo a agregar melhorias na vida do maior número de pessoas possível.

Como anda seu sono?

É comum subestimarmos a nossa necessidade de dormir, porém, sabe-se que o sono tem um papel importante para o organismo, pois atua na restauração celular. Ou seja, enquanto dormimos nosso corpo faz a recuperação dos tecidos, promovendo estímulo para o novo dia que se iniciará. Por isso, dormir pouco ou dormir muito pode ser prejudicial neste processo.

- Participe da comunidade do Mais Minas no WhatsApp e seja o primeiro a ser informado de novas notícias. CLIQUE AQUI PARA ENTRAR.


O sono insatisfatório pode estar, a longo prazo, associado a um maior risco de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e demência. No curto prazo, até mesmo um único dia sem dormir pode ser prejudicial ao bem-estar. Pessoas que dormem mal também podem estar predispostas a condições como ansiedade, depressão e transtorno bipolar.

As necessidades mínimas de repouso são individualizadas, variando conforme o corpo e a faixa etária de cada pessoa.

 Um recém-nascido pode dormir de 16 a 20 horas por dia, com o aumento do tempo de vida a quantidade de sono necessária por dia vai diminuindo. Os adolescentes devem dormir de 8 a 10 horas, já os adultos devem dormir numa média de 7 a 9 horas por dia, enquanto para os idosos o ideal é que durmam de 7 a 8 horas por dia.

 A qualidade do sono é tão importante quanto a quantidade. Dormir mais profundamente e atingir o estágio de movimento rápido dos olhos (REM) ajuda na cognição, memória e produtividade ao longo do dia. No estágio REM as memórias são consolidadas e armazenadas, nessa fase conseguimos sonhar vividamente. Quando as pessoas dormem a quantidade certa, mas continuam se sentindo cansadas pode ser um sinal de que não estão atingindo esse estágio do sono.

 Para garantir um sono de qualidade é interessante adotar algumas medidas como, tentar estipular um horário para ir para a cama e para acordar todos os dias, deixar o quarto escuro, fresco e confortável quando for dormir e evitar o uso de dispositivos eletrônicos ao deitar, visto que estes imitam muitos dos comprimentos de onda da luz do sol que indicam ao corpo para permanecer acordado, prejudicando assim o ciclo sono-vigília.

Alimentar-se de forma saudável e manter um condicionamento físico diário também pode proporcionar um melhor sono à noite, visto que o exercício alivia o estresse e ajuda a aumentar a vontade de dormir.

É mais comum nos preocuparmos apenas com alimentação, hidratação e prática de atividade física, no entanto, sabendo-se da importância que um sono de qualidade tem para o nosso bem-estar é imprescindível que tenhamos mais atenção também com nossa rotina de descanso diário.

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar a posição do portal Mais Minas sobre o assunto.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: