14.8 C
Belo Horizonte
terça-feira, 16 agosto 2022

No ultra liberalismo de Zema nem os Parques Estaduais sobram

Assistimos dia 10/08 em Ouro Preto uma...

Sem você eu não vivo!

Qual seria o nosso combustível para viver?...

Olha a água mineral!

Quem nunca ficou um bom tempo em...

Dieta? Que isso? É de comer?

Franciele Santana
Franciele Santana
Nutricionista, natural de Ouro Preto/MG, e uma admiradora da arte da escrita, almejo proporcionar saúde compartilhando meus conhecimentos de modo a agregar melhorias na vida do maior número de pessoas possível.

Inicia-se um novo ano; o período oficial de se prometer começar uma dieta. Mas qual seria o verdadeiro conceito de dieta?

É muito comum que a palavra dieta seja associada à restrição alimentar; no entanto, esta palavra tem origem do latim “diaeta”, que vem do grego “diaita”, e significa modo de vida. 

O emprego do vocábulo dieta origina-se de uma das fábulas do filósofo Esopo, na qual o escritor narra a história do corvo e do cisne. Segundo a fábula, o corvo gostaria de se tornar um cisne com uma bela plumagem branca, para tanto, ele resolveu que passaria a morar no mesmo lugar, comer da mesma comida e banhar-se nas mesmas águas que os cisnes, ou seja, adotou o estilo de vida ou a “diaeta” do cisne.  No entanto, adotar os hábitos característicos dos cisnes não funcionou, visto que a comida dos cisnes não servia ao corvo, que assim começou a emagrecer e teve suas asas enfraquecidas e não obteve a mudança de coloração das penas como desejava; assim o corvo se deu conta de que nunca se tornaria um cisne, o que o desapontou ao ponto dele morrer de desgosto.

A fábula do corvo e o cisne é um bom exemplo para demonstrar que podemos modificar nossos hábitos, porém nossa essência será a mesma. Não adianta tentarmos adotar uma rotina alimentar que não é adequada ao nosso organismo. Planejar uma dieta consiste em organizar os alimentos baseando-se em critérios científicos, culturais e pessoais.

O verdadeiro sentido da dieta é adquirir saúde física e mental, desse modo, as modificações podem ser necessárias muito além do peso corporal, mas como parte do tratamento dietoterápico em diversas condições de saúde, ou mesmo devido a crenças, valores ou religiões específicas. 

Atualmente evita-se o uso do termo dieta (devido a conotação de restrição alimentar criada pelo senso comum) e adota-se usualmente as nomenclaturas plano alimentar, planejamento dietético, ou reeducação alimentar, por exemplo. No entanto, o ideal para a obtenção de um bom resultado seria que independente de qual seja o vocábulo utilizado, entendêssemos o conceito de dieta como um modo de vida, visto que dessa forma fica subentendido a predisposição para um comportamento prolongado no tempo, ou seja, ao aderir à dieta o indivíduo assume como um hábito um conjunto de comportamentos cuja repetição sistemática possibilitarão o alcance dos objetivos pretendidos.

Mas lembre-se sempre que a sua dieta é individual e personalizada, portanto, deve ser prescrita por um nutricionista, que é o profissional habilitado para criar o planejamento que melhor corresponde às suas condições e assim garantir maiores chances de que seja eficaz e de mais fácil adaptação.

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar a posição do portal Mais Minas sobre o assunto.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: