O que você procura?


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Essa barra que é gostar de comer

Franciele Santana 4 de novembro de 2021 às 10:11
Tempo de leitura
2 min
Imagem: Canva
Imagem: Canva
Nutricionista, natural de Ouro Preto/MG, e uma admiradora da arte da escrita, almejo proporcionar saúde compartilhando meus conhecimentos de modo a agregar melhorias na vida do maior número de pessoas possível.

Que atire a primeira pedra quem nunca comeu uma barra de cereais quando bateu a fome e queria um lanche rápido e prático.

As barras de cereais foram descobertas por um navegador, na Polinésia, em 1985 e chegaram ao Brasil em 1990. Seus ingredientes principais são frutas desidratadas e cristalizadas, e cereais integrais, dessa forma, seus nutrientes como fibras, vitaminas e minerais têm sua integridade mantida.

A barra de cereal pode ser consumida nos intervalos das refeições, como um lanche, sobremesa ou mesmo antes da prática de atividades físicas, pois são ricas em carboidratos e fibras, o que as torna capazes de fornecer energia e favorecer o funcionamento intestinal adequado. Importante lembrar que não devem ser usadas para substituir uma refeição, pois elas tendem a possuir um baixo valor calórico e, além disso, não possuem alguns nutrientes em quantidades necessárias para o organismo, o que só pode ser obtido nas grandes refeições.


 Quanto mais fibra e menos açúcar e gorduras houver na composição nutricional, mais saudável será a barra de cereal. Por isso, é fundamental que, antes da compra, seja feita uma leitura atenciosa dos rótulos, além de compará-los com os outros produtos disponíveis, o que possibilitará escolher pelos mais saudáveis.

Uma boa alternativa é produzir as próprias barrinhas de cereais em casa, ou mesmo substituí-las por outros cereais integrais como aveia e granola, os quais podem ser consumidos com iogurtes, por exemplo; ou mesmo frutas, ou outros alimentos naturais como as castanhas ou, ainda, sanduíches naturais de baixo valor calórico.

Não se pode negar que as barras de cereais são alimentos práticos para serem consumidos na correria do dia a dia, dessa forma, seu consumo não precisa ser extinto, no entanto, deve ser feito com cautela, evitando que seja feito em grande quantidade ou frequência, pois algumas podem ter excesso de sódio e açúcar, os quais podem causar problemas de saúde quando consumidos em quantidades maiores do que a porção diária recomendada. Dessa forma, certifique-se de sempre avaliar a composição nutricional e lembre-se: Quanto maior o teor de fibra e menor a quantidade de açúcar, gordura e sódio, mais saudável será o produto.

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar à posição do portal Mais Minas sobre o assunto.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.

Última atualização em 4 de novembro de 2021 às 10:12