27.9 C
Belo Horizonte
terça-feira, 16 agosto 2022

No ultra liberalismo de Zema nem os Parques Estaduais sobram

Assistimos dia 10/08 em Ouro Preto uma...

Sem você eu não vivo!

Qual seria o nosso combustível para viver?...

Olha a água mineral!

Quem nunca ficou um bom tempo em...
Portal Mais MinasColunasNutrição e AlimentaçãoQuem disse que o açúcar é vilão?

Quem disse que o açúcar é vilão?

Franciele Santana
Franciele Santana
Nutricionista, natural de Ouro Preto/MG, e uma admiradora da arte da escrita, almejo proporcionar saúde compartilhando meus conhecimentos de modo a agregar melhorias na vida do maior número de pessoas possível.

Quando se inicia uma dieta com o intuito de melhorar a alimentação, uma das principais medidas adotadas é cortar os doces ou pelo menos diminuir o consumo o máximo possível, devido a crença de que o açúcar é o item mais prejudicial para a saúde.

Tudo o que consumimos em excesso pode se tornar um vilão para o organismo, o mesmo acontece com o açúcar, visto que seu consumo excessivo e prolongado pode levar a diversas patologias, como diabetes e obesidade. Sendo assim, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o ideal seria chegar a no máximo 5% de açúcares livres na ingestão calórica diária, incluindo a adição de açúcar refinado, refrigerantes, sucos de caixinha, doces e outros produtos industrializados , o que corresponde a cerca de 25g de açúcar em uma dieta de 2 mil calorias.

 Não é saudável que se corte totalmente o açúcar da dieta, visto que essa prática poderia causar alterações nos fatores psicológicos e prejudicar o bem estar das pessoas.

Quando se fala sobre os perigos de se consumir açúcar em altas quantidades comumente associamos o açúcar apenas a chocolates, refrigerantes e doces em geral, no entanto, alimentos como massas e pães, leite e derivados, frutas e tubérculos também produzem glicose quando entram no processo de digestão, pois a glicose é o combustível do nosso corpo, portanto seu consumo é essencial para nossa sobrevivência.

É importante considerar  a velocidade com que o organismo incorpora o açúcar, visto que os carboidratos simples (açúcares de adição, doces, entre outros) são absorvidos pelo corpo de forma mais imediata, exigindo altos picos de produção de insulina, enquanto os carboidratos complexos (pão, massa, cereais, entre outros) têm um ritmo de processamento dentro do organismo mais lento, mostrando-se menos nocivos, pois a descarga excessiva de insulina pode desencadear problemas para a saúde, como por exemplo o desenvolvimento de diabetes.

Não se pode extinguir os carboidratos da dieta, principalmente os complexos, pois eles são necessários para o funcionamento do organismo, além do fato de que um alimento não é composto apenas de carboidrato, mas também de vitaminas, fibras, e outros nutrientes importante, tudo isso aliado ao bônus da sensação de bem estar proporcionada pela ingestão de um alimento que se gosta. Logo, vilão é esse costume de demonizar alimentos, fazendo com que seu consumo, ainda que esporádico  seja carregado de culpa e arrependimento.

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar a posição do portal Mais Minas sobre o assunto.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: