O que você procura?


Você sabe qual a origem dos restaurantes?

Franciele Santana 3 de fevereiro de 2021 às 19:19
Tempo de leitura
2 min
Foto: Biblioteca de Imagens do Canva
Foto: Biblioteca de Imagens do Canva

A realização das refeições fora de casa tem se tornado cada vez mais comum, mas o conceito de restaurante nem sempre foi esse dos estabelecimentos que conhecemos hoje em dia.

Mesmo antes da existência dos restaurantes já se podia encontrar estabelecimentos que forneciam alimentação para aqueles que se encontravam distantes de casa e/ou sem condições de preparar as próprias refeições, o que inicialmente era característico apenas dos viajantes, sendo as estalagens, os locais mais adequados, visto que, além de hospedagem, forneciam alimentos e bebidas. Era oferecido o prato do dia que era servido em horários determinados e com preço fixo.

LEIA TAMBÉM:  Você tem certeza de que está com fome?

O primeiro restaurante surgiu em 1765, quando um vendedor de sopas de sobrenome Boulanger anunciou a venda de caldos restauradores ou restaurantes, que prometiam restaurar a energia dos clientes. Posteriormente o termo “restaurante” passou a designar para todos os estabelecimentos que surgiram na França com o intuito de fornecer alimentos e bebidas.

No decorrer do tempo é que foram sendo criados os diferenciais, como os restaurantes de luxo com garçons bem treinados, adega e cozinha requintadas. Também começaram a surgir os restaurantes especializados em uma culinária específica, como os de comida italiana, japonesa, além dos que atualmente são bastante frequentados no dia a dia, que são os de self service.

Hoje em dia os restaurantes deixaram de ser meros estabelecimentos de fornecimento de alimentação para serem, também, espaços de convivência e encontros. Isso contribui para a escrita da gastronomia na história, o que reforça a ideia de que alimentação é muito mais do que um ato de consumir nutrientes, mas, para além disso, um ato de prazer, uma oportunidade de socialização e promoção de cultura.

LEIA TAMBÉM:  Feijão ou fuzil?

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar à posição do portal Mais Minas sobre o assunto.

Última atualização em 1 de setembro de 2021 às 19:37