Governo de Minas Gerais amplia testagem de coronavírus para indígenas

PUBLICIDADE

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, revelou durante coletiva feita nesta quarta-feira (3), que a população indígena passou a integrar o grupo de prioridade de testagem para o coronavírus, que já eram formados por profissionais da saúde e da segurança, estritos de liberdade e asilados no público-alvo da testagem feita pelos laboratórios da rede pública de saúde. Entretanto, a maior parte dos testes coletados pelo Governo de Minas Gerais ainda são feitos na rede privada.

Até então, 51.266 testes foram feitos no estado e contabilizados pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), desses 28.823 foram feitos por laboratórios da rede privada, enquanto 22.443 foram emitidos pela rede pública mineira. De acordo com Carlos Eduardo Amaral, a diferença acontece devido a expansão dos públicos-alvos dos laboratório particulares em comparação aos públicos. “Eles (laboratórios privados) atendem muito a hospitais privados, mas também têm uma demanda de consultórios que possuem a solicitação da testagem. Naturalmente, tendem a ter um espectro maior de testagem”, explica o secretário.

Entretanto, o Governo de Minas Gerais tem o âmbito de expandir a testagem caso haja o número de testes disponíveis. “Na rede pública, na medida que nós tivermos cada vez mais a segurança do não desabastecimento de testes, nós iremos ampliando os públicos possíveis de serem testados”, projeta Amaral. 

Coronavírus em Minas Gerais

Minas Gerais registrou 17 óbitos e mais de mil casos de coronavírus (COVID-19) nas últimas 24 horas. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou, na manhã desta quarta-feira (3), mais um Informe Epidemiológico detalhando a situação do COVID-19 no estado.

De acordo com o boletim, no momento, são 12.010 casos confirmados, 6.368 em acompanhamento, 5.336 recuperados e 306 óbitos confirmados.

Até o momento, 465 municípios mineiros possuem casos confirmados, sendo Belo Horizonte a cidade mais afetada, com 1.978 casos e 51 óbitos, o que é esperado, visto que é a maior do estado.

Já o número de municípios com óbitos confirmados chegou a 112, tendo o coronavírus uma taxa de letalidade de 2,5% no estado, até então.

Deixe seu comentário
Participe gratuitamente do nosso grupo de notícias no Telegram -> ENTRAR.
você pode gostar também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você continuar a navegar, vamos supor que você esteja bem com isso. Se você discorda, volta a navegar no site em outra oportunidade ACEITAR LER MAIS