Prefeitura de Ouro Preto firma novo acordo com asilo dos idosos para aumentar repasses durante a pandemia

Na noite da última quarta-feira, 19 de agosto, a Prefeitura de Ouro Preto assinou um termo de parceria com o Lar São Vicente de Paulo para auxiliar no combate à Covid-19. A ação ocorre após o Ministério Público de Minas Gerais, na última segunda-feira (17) requerer à Justiça que concedesse uma liminar obrigando o município a tomar medidas urgentes de prevenção e controle da propagação do novo coronavírus na instituição, após o lar dos idosos informar que quatro idosos residentes foram a óbito vítimas do novo coronavírus e que outros 23, de um total de 58, testaram positivo.

Segundo o município, ao longo dos anos a Prefeitura já realiza repasses mensais ao Lar São Vicente de Paulo para ações de assistência ao idoso. Agora, o município firma também uma suplementação ao recurso do convênio, que será usada exclusivamente no combate à Covid-19, já que ações preventivas acabam gerando custos extras para a instituição.

“Esse termo de parceria, com repasses nos próximos 5 meses, vai ajudar o Lar na contratação de mais pessoas e na compra de EPIs, trazendo mais tranquilidade para as pessoas que lá vivem”, explica secretário Municipal de Governo, André Simões.

Ainda de acordo com o município, em nota enviada à nossa redação, o acompanhamento clínico aos internos sempre foi uma prática rotineira no Lar São Vicente de Paulo, e, de acordo com o secretário municipal de Saúde, Paulo Pilita, logo no início da pandemia, seguindo as recomendações dos órgãos de saúde, a instituição foi orientada quanto aos protocolos requeridos e aos cuidados que deveriam ser tomados, seja no uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) pela equipe, no zelo na higienização e na restrição às visitas.

“Temos uma assistência continuada, permanente, ao longo dos anos. Infelizmente o Lar não está numa ilha, ele está num cenário de um contexto mais abrangente, pelos próprios funcionários que circulam, e o vírus chegou a atingir o público interno. Logo que tivemos a primeira confirmação da contaminação de uma idosa, criamos todo um conjunto de ações no município para proteger os idosos lá dentro, afirma o secretário, que conclui informando que a primeira iniciativa, com auxílio da Vigilância em Saúde, foi realizar a testagem em todos os internos e em todos os servidores (ação que passou a ser realizada semanalmente), e que, após constatados, alguns casos ainda em estágios iniciais, foi feito um prévio isolamento dentro do próprio estabelecimento.

O município conclui dizendo que a Prefeitura de Ouro Preto realizou os ajustes necessários dentro da instituição, juntamente com a equipe do Lar São Vicente de Paulo, promovendo a adequação do espaço físico e subsidiando a recomposição do seu quadro de recursos humanos dentro da nova realidade do momento de pandemia.