Em Itabirito, funcionário da obra de muro de contenção de barragens da Mina Fábrica é apedrejado

Em Itabirito, funcionário da obra de muro das Barragem da Mina Fábrica é apedrejado em "pare e siga"
Foto: Vale/Divulgação

Um homem de 20 anos foi atingido por duas pedras arremessadas por pessoas que estavam em dois carros de cor preta e teve múltiplas fraturas na última segunda-feira (31). A vítima se trata de um funcionário do Consórcio Minas Mais, empresa terceirizada da Vale, e estava trabalhando na estrada próxima a um dos acessos de Itabirito na obra de muro de contenção da barragens da Mina Fábrica. Ele operava o sistema de “pare e siga” no momento em que foi atingido.

O funcionário foi socorrido por uma equipe médica da empresa, que prestou os primeiros socorros e o encaminhou para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itabirito. Ele sofreu fraturas múltiplas no tórax esquerdo, contusão pulmonar com hemotórax (laceração do pulmão) e pneumotórax (abertura pérvia na parede do tórax). A Polícia Militar (PMMG) foi acionada até a UPA para colher informações e iniciar as diligências para encontrar os autores da lesão corporal, mas não tiveram êxito. O local do crime também não possui câmeras de vigilância nas proximidades. Os policiais pediram para a comunidade repassar qualquer informação sobre o caso de forma anônima pelo Disque Denúncia Unificado 181 e 190.

Campanha Unimed

A vítima segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. a sua transferência da UPA de Itabirito para a capital mineira foi feita com uma aeronave. Por fim, a Vale informa que se solidariza com a situação do funcionário e informa que está prestando todo o apoio à investigação dos fatos e da autoria do ocorrido”.

Há a suspeita de que os autores sejam moradores da região, que estariam insatisfeitos com as obras do muro de contenção por conta da movimentação de caminhões, ônibus e trabalhadores. Quanto ao tempo das obras e a relação da empresa com a população, a Vale preferiu não se pronunciar.

Inscreva-se para RECEBER diariamente uma lista com as nossas principais notícias. É GRATUITO!

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

COMENTÁRIOS