Como amamentar nos primeiros dias de vida do bebê?

Amamentar nos primeiros dias de vida do bebê não é tão fácil como muitos imaginam. A tarefa pode ser bem dolorida e exige esforços da mãe e o recém-nascido.

Na verdade, os cuidados para amamentar devem começar ainda no período gestacional, ou seja, quando a mãe está grávida. Nesse momento a mulher já deve dar uma atenção maior as mamas, principalmente ao mamilo, que é por onde o bebê vai se alimentar por pelo menos os seis primeiros meses de vida, é o que os pediatras indicam, inclusive, o leite materno deve ser o único alimento da criança durante esse período.

Pensando nas mamães inexperientes e até mesmo naquelas que já foram mães, mas se esqueceram dos desafios, o que é natural, trouxemos dicas para que esse momento não seja repleto de transtornos. Lembre-se de curtir cada etapa da vida do seu filho, pois esse tempo não volta nunca mais!

Dicas para amamentar

Seios

Como escrito acima, os seios é o canal para a amamentação da criança, por isso, a higiene é uma parte fundamental. A mãe não pode ficar nenhum dia sem higienizar os mamilos, pois pode ficar gotículas de leite e acumular bactérias, que podem prejudicar a saúde do bebê.

Além disso, durante a gestação é importante que a mulher estimule o bico dos seios, para que seu corpo vá se adaptando com a sucção da criança.

É importante também tomar sol nos mamulos, para que eles criem resistência e fiquem mais rígidos. Acreditem, existem mães que ficam até machucadas nos primeiros dias da amamentação, então imagine, a pessoa acabou de dar a luz, está cheia de pontos e ainda com os mamulos sangrando. Uma situação nada agradável. Seja esperta e cuide de você mesma, já antes da criança chegar ao mundo.

O bebê

Embora pareça que não, o bebê trabalha bastante para conseguir se alimentar; Ele faz um enorme esforço para primeiro aprender como faz para pegar “aquela pontinha” usando somente os lábios, segundo, como sugar o leite, terceiro, como fazer para engolir esse líquido, quarto, ele tem órgãos “zerados”, nunca usados antes, logo está aprendendo também a fazer a digestão, e por último, as terríveis cólicas, que  normalmente ocorre nos três primeiros meses de vida do bebê, justamente em função do corpo estar se adaptando com a entrada do leite em seus corpo.

Tranquilidade

Para amamentar uma criança, além do leite e o seio, é preciso ter muito amor e paciência, tanto a mãe, como quem está ao redor. Uma mulher não pode alimentar o seu filho sob pressão de lavar uma louça por exemplo, ou de arrumar a casa, todo esse stress pode passar para o bebê, além de tudo, amamentar já é muito exaustivo, principalmente no período em que chamamos de “demanda livre”, cujo o bebê manda quando e o quanto quer, é ele quem manda. Segundo médicos, esse período acontece nos três primeiros meses.

Então encontramos duas situações, uma mãe extremamente cansada, pois se tornou em uma fonte alimentícia, disponível 24 h por dia, e um bebê que chora dia e noite de cólica. Com isso concluímos que a compreensão e ajuda dos demais membros da família é fundamental.

Esse é um momento que pode ser muito conturbado na vida de uma mulher, tendo em vista que vivemos em uma sociedade machista, que inclusive culpa a mulher por ser mãe, como se isso fosse um castigo, por ela ter tido relação sexual em um momento de sua vida, como se a vida sexual não fosse normal. Então durante esse momento, e principalmente quando a criança está chorando e incomodando as pessoas, ouve-se muitas piadas de péssimo gosto e que conseguem ser até ofensivas e abusivas, pois no fundo estão agredindo uma mulher não pelo fato de ela ser mãe, mas pelo fato de que ela precisou praticar sexo para ter o seu filho. Piadas do tipo: “Quando fez não me chamou”, “Quem pariu Mateus que o embale”. Frases bem comuns, corriqueiras, que podem machucar profundamente uma mulher, principalmente em seu momento mais sensível e vulnerável.

A dica aqui é que a mãe procure lugares tranquilos para alimentar seu recém-nascido e que a família acolha os dois.

Leia também: Três cuidados durante os sete primeiros dias de vida do bebê.