Minas trabalha para recuperar empregos perdidos na pandemia, afirma Zema

O governador Romeu Zema finalizou sua agenda no Triângulo Mineiro, nesta sexta-feira (25/9), na zona rural de Indianópolis, visitando as obras da LD Celulose, que será uma das maiores fábricas de celulose solúvel do mundo. O investimento previsto é de R$ 5,2 bilhões e de geração de 8 mil empregos durante o pico da obra. Zema destacou que a recuperação de empregos perdidos na pandemia é prioridade do Governo de Minas.

“Logo que a pandemia começou, dedicamos nosso tempo integralmente a salvar vidas e estruturar o sistema de Saúde. Agora estou conhecendo o canteiro de obras da nova fábrica de celulose solúvel, um dos maiores investimentos em andamento em Minas Gerais. Estamos trabalhando para recuperarmos os empregos que foram perdidos e que custaram a dignidade de tantos pais de família”, afirmou.

Empregos

A expectativa é de que a obra seja concluída em 2022 e a fábrica empregue, quando iniciada a sua operação, 1,1 mil funcionários. A empresa é uma joint venture entre a austríaca Lenzing e a brasileira Duratex e terá capacidade de produzir 500 mil toneladas de celulose solúvel por ano. As fibras especiais de celulose produzidas na LD serão utilizadas na indústria têxtil, gerando tecidos com inovação, sustentabilidade e alta tecnologia. Além da planta industrial em Indianópolis, haverá floresta de plantio de eucalipto em Araguari, Estrela do Sul, Indianópolis, Nova Ponte e Romaria.

“Fiquei impressionado ao entrar neste empreendimento. É um dos maiores canteiros de obras de Minas. Fico muito satisfeito de poder testemunhar este desenvolvimento que irá transformar vidas de muitas famílias dos municípios da região”, destacou Zema. 

O diretor-presidente da LC Celulose, Luis Künzel, ressaltou a importância da parceria com o Governo de Minas para a implantação do projeto. “Receber o governador aqui é uma oportunidade de apresentar, em detalhes, a dimensão do projeto, os benefícios para a região e reforçar o nosso compromisso com a sustentabilidade”, disse. 

Empregos e investimentos

Desde a quinta-feira (24/9), Zema cumpriu agendas no Triângulo, com foco na geração de empregos. Na manhã desta sexta-feira, esteve na inauguração de usina solar fotovoltaica em Uberlândia construída pela Alsol Energias Renováveis, que consolida o estado como o maior produtor de energia sustentável do país. 

Na quinta-feira, participou da abertura nacional do plantio da soja para a safra 2020/2021, em Capinópolis. Zema também visitou a unidade de produção de suco de laranja da Cutrale, em Comendador Gomes, e a usina de cana-de-açúcar Coruripe, em Iturama. Em todas essas agendas, reafirmou o esforço do Governo de Minas em facilitar a vida de quem produz, atraindo investimentos e gerando empregos.

Saúde

Na tarde desta sexta-feira, antes da visita à LD Celulose, Zema esteve em Araguari, onde visitou a Santa Casa de Misericórdia. O Governo de Minas destinou dez respiradores e dois cardioversores para a instituição para a abertura de dez novos leitos para o tratamento da covid-19. 

“Fornecemos, desde o início da pandemia, respiradores e contribuímos para que a população da cidade e da região não ficasse sem atendimento. Minas Gerais, há mais de três meses, é o estado que tem a menor taxa de óbitos do Brasil. Muito se deve a este trabalho que tem sido feito no setor da Saúde e às instituições competentes, como a Santa Casa, que conseguiram fornecer um atendimento adequado”, disse. 

A Santa Casa de Misericórdia de Araguari é um hospital geral de natureza beneficente sem fins lucrativos, que realiza atendimentos de alta e média complexidade. O hospital também é referência no atendimento de gestação Alto Risco na microrregião e referência em média complexidade para municípios de Indianópolis, Cascalho Rico e Tupaciguara.

O governador visitou ainda as obras do Hospital Universitário Sagrada Família, empreendimento do Instituto Master de Ensino Presidente Antônio Carlos (Imepac). Ele será uma das maiores da região, com 25 mil metros quadrados de área construída, e contará com um heliponto, podendo atender cerca de 18 municípios. Serão cerca de 300 leitos, com 80% destinados ao SUS. 

Também acompanharam as agendas do governador em Araguari e Indianópolis os deputados federais Lucas Gonzalez e Zé Vitor, os deputados estaduais Raúl Belém, Dorgaal Andrada e Luiz Humberto Carneiro, além dos secretários de Estado de Governo, Igor Eto, de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ana Valentini, o secretário-geral, Mateus Simões, o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, prefeitos, vereadores, representantes de entidades e lideranças regionais.

Fone: Agência Minas