Portugal se torna rota de empregos para brasileiros

Não é segredo para ninguém que o Brasil vem enfrentando uma grave crise econômica nos últimos anos. Dados mais recentes do IBGE mostram que 13,8% da população ativa, o equivalente a 13,1 milhões de pessoas está desempregada. Por isso muitos brasileiros têm buscado melhores condições de vida em outros países, e Portugal é um deles.

 Passados 520 anos do descobrimento do Brasil, e aliado à profunda crise que o país passa, o caminho traçado por Pedro Álvares Cabral agora se inverte: Brasileiros estão desbravando o velho mundo em busca de novas oportunidades no mercado de trabalho. No entanto, é importante frisar que para fazer a melhor escolha profissional e evitar problemas é preciso o suporte de gente que entende do assunto.

 No entanto, é preciso ressaltar que antes de pegar o avião e desbravar as terras lusitanas, conhecer a situação econômica enfrentada por Portugal é algo primordial. Segundo o CEO da Relations & Solutions Enterprise (RSE), Bruno Ferreira, “a situação atual neste momento não é muito positiva. Mas ainda assim é fundamental procurar o emprego certo nas empresas certas. Portugal atualmente está oferecendo muito emprego e há muita mão de obra à procura”, ele conta. Para encontrar estes caminhos, Bruno lembra que é importante ter o apoio de quem entende do assunto: “Não é fácil como parece pegar um avião e chegar em Portugal. É importante ter uma assessoria por trás que possa ajudar as pessoas a encontrar moradia, emprego e as melhores condições quando desembarcar. Assim, a pessoa já pode chegar com os todos os documentos necessários para imigração, saberá onde encontrar as melhores oportunidades e ainda terá facilidade para encontrar o local onde morar”, detalha.

Portugal se torna rota de empregos para brasileiros
Bruno Ferreira – Foto: Divulgação / MF Press Global 

Para quem está de malas prontas, uma dica: “É possível encontrar vagas abertas em áreas de limpeza e manutenção. São essas que estão sendo as mais procuradas aqui no momento”, conta Bruno. No entanto, Bruno ressalta que na disputa entre brasileiros e portugueses pelas vagas no mercado, a vantagem é dos sul-americanos: “O brasileiro vem de uma certa forma com uma motivação muito forte para buscar trabalho, está mais empenhado, tem mais desejo de reiniciar sua vida, além de manter o desejo de criar raízes em Portugal. O português também procura trabalho, mas enfrenta mais dificuldades em atingir esse objetivo.” Para se ter ideia, o CEO da RSE exemplifica que “quando uma vaga de emprego é lançada, de 100 pessoas que procuram o local para fazer a entrevista, 80% delas são brasileiros”.

Sobre a atuação da sua empresa neste auxílio, ele lembra que “nós não encaminhamos a pessoa à vaga, mas damos todo o acompanhamento à quem está procurando esta vaga, procuramos as melhores condições e ajudamos estes clientes a encontrar as melhores oportunidades dentro da área que deseja e toda a tramitação para que ela possa chegar aqui e não enfrentar obstáculos com as questões diplomáticas”.

De braços abertos para receber os brasileiros, Bruno Ferreira diz que “esperamos que realmente venham para cá muitos profissionais com vontade de trabalhar. Portugal tem muitas oportunidades que precisam ser preenchidas por pessoas competentes”, completa.