Ultimate magazine theme for WordPress.

Itabirito retornará às aulas presenciais tendo o maior número de mortes por Covid-19 da região

O prefeito de Itabirito, Orlando Caldeira, determinou através de um decreto o retorno das aulas presenciais na rede municipal, estadual e particular de ensino a partir do dia 2 de agosto, de forma escalonada, iniciando pelas turmas de educação infantil, a partir do maternal II e dos anos iniciais do ensino fundamental. No entanto, a volta presencial das atividades escolares ainda depende da autorização formal dos pais ou responsáveis, não causando nenhum prejuízo pedagógico aos alunos, que poderão permanecer os estudos dentro do regime remoto.

Itabirito foi a única cidade da Região dos Inconfidentes que optou pelo retorno às aulas presenciais e, coincidentemente, é o município com mais mortes por covid-19. De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela Prefeitura Municipal na última segunda-feira (12), 145 itabiritenses morreram pela doença até o momento. Além disso, no total, 12.552 casos foram confirmados na cidade, com 12.283 recuperados, 15 em monitoramento e seis ainda são suspeitos de terem contraído o coronavírus. Pacientes de Itabirito ainda ocupam 61,1% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 45,9% das enfermarias de Belo Horizonte.

Campanha Unimed

Em Mariana, a comissão de retorno às aulas se reúne de forma quinzenal para discutir as ações e ainda não há data marcada para que aconteça o retorno presencial das aulas. Na reunião do dia 8 de julho, a comissão se manifestou contrária ao retorno das atividades presenciais nas instituições de ensino alegando ainda a falta de segurança presente nas escolas, em decorrência dos protocolos sanitários a serem adotados durante o tempo de pandemia. Vale lembrar que na Primaz de Minas Gerais, de acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado na última segunda-feira pela administração municipal, há 8.945 casos confirmados de Covid-19, com 90 óbitos, 8.727 casos recuperados, 128 estão em recuperação, 36 são suspeitos de terem contraído a doença e nove estão internados.

LEIA MAIS:  Mariana terá vacinação contra a COVID para pessoas entre 39 e 41 anos na próxima semana

Em Ouro Preto, a Prefeitura Municipal decretou a suspensão das aulas presenciais da rede pública e privada. Conforme informou o Secretário de Governo, Felipe Guerra, o decreto foi dado por conta da tamanha circulação de pessoas nas instituições de ensino que a volta das atividades poderia causar. Porém, também foi criada uma comissão municipal de volta às aulas para avaliar de forma conjunta o melhor momento para o retorno. Na cidade Patrimônio Mundial da Humanidade, conforme indica o Informe Epidemiológico da administração do município dessa segunda-feira, 5.621 casos confirmados de Covid-19, com 117 óbitos, 25 pacientes internados, (90% da taxa de ocupação de leitos), 64 casos suspeitos e 5.533 recuperados.

Medida do Governo de Minas Gerais

O Comitê Extraordinário da Covid-19 de Minas Gerais aprovou o retorno das atividades escolares para as cidades que estiverem na onda vermelha do programa Minas Consciente. Portanto, os professores e trabalhadores da educação voltam às escolas e no dia 12 de julho os estudantes retornam às aulas presenciais de ensino.

Nos municípios que estão nas ondas amarela e verde do programa, as aulas presenciais serão ampliadas. Além dos alunos do 1º ao 5º ano, discentes do 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio puderam retornar às instituições, também na última segunda-feira.

Inscreva-se para RECEBER diariamente uma lista com as nossas principais notícias. É GRATUITO!

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

COMENTÁRIOS