AcidenteCampanhaContagemCrimesDesaparecidosNotíciasPlantão PolicialPolícia CivilPolícia Militar

Em Contagem, motorista embriagado causa morte de jovem e foge

Família e amigos procuram motorista responsável por causar acidente que resultou na morte da estudante de enfermagem Camilla Mohana

Família procura motorista responsável por causar acidente que resultou na morte da estudante de enfermagem Camilla Mohana, de 25 anos, no último sábado (13) em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte. A moça morreu quando o carro em que estava com os amigos sofreu uma batida, na avenida Severino Ballesteros Rodrigues, uma das principais ruas da cidade.

A família realiza uma companha na internet pedindo justiça. Eles divulgaram uma foto do suspeito para tentar encontrá-lo. Os familiares disseram que o homem estava bêbado, em alta velocidade e fugiu do local sem prestar socorro.

Camilla estava com uma amiga, de 18 anos, e outras três pessoas: uma mulher de 20 anos, um homem de 27 e o motorista do Toyota Corolla em que estavam, Albert Morais dos Santos, de 25 anos, o suspeito. Fora Camilla, os outros ocupantes do carro tiveram ferimentos leves.

  Van escolar bate em poste, em BH, e deixa 13 feridos

Nayara Mohana, irmã de Camilla, contou que a vítima estava em casa e que o suspeito ficou insistindo para que ela e uma amiga saíssem com ele. Camilla resolveu ir, com a amiga, o motorista, e mais três amigos dele que ela não conhecia.

Ela estava de carona, indo para uma boate, e o condutor já estava bêbado. Camilla estava sentada atrás do banco dele no carro. Ela ficou inconsciente logo após a batida, que aconteceu por volta de 0h de sábado. A estudante chegou a ser levada para o Hospital Municipal de Contagem, com um corte profundo na cabeça. Após seis horas do acidente, por volta das 6h30, ela não resistiu. O corpo da jovem foi enterrado no último domingo (14).

A irmã desabafa: “Talvez se ele não tivesse ficado preocupado em conseguir alguém para assumir a direção e sim tivesse socorrido minha irmã, ela não teria morrido”.

  Vale suspende operação em usina de Jeceaba (MG)

O suspeito fugiu do local

Segundo testemunhas, ao registrar boletim de ocorrência pela Polícia Militar, Albert dirigia muito acima da velocidade permitida quando perdeu o controle do carro, o que o fez rodar na pista e bater em um poste.

Um homem que parou no local para ajudar as vítimas, disse que Albert fazia ligações pedindo que outras pessoas assumissem como condutores do veículo, já que ele havia ingerido bebida alcoólica. Ele tentava “comprar” as pessoas no local, oferecendo dinheiro e até o celular para trocar a direção.

Antes da Polícia Militar e do socorro chegarem, o suspeito fugiu do local. Ele não foi preso, porém, foi identificado.

Segundo a Polícia Civil, o acidente já está sendo investigado. Entretanto, os detalhes não serão divulgados para não atrapalhar no andamento do inquérito.

Campanha #TodosporCamillaMohana

Postem eu imploro!!!!!

Posted by Pâmela Mohana on Monday, July 15, 2019

O suspeito sumiu, e os familiares e amigos estão à sua procura. Pâmela Mohana, irmã de Camilla, criou uma campanha nas redes sociais para encontrar o responsável: #TodosporCamillaMohana. Em entrevista para o BHAZ, Pâmela diz “Nós queremos justiça. Ele tem que pagar pelo que fez”.

Pâmela conta que ninguém se responsabilizou nem se pronunciou sobre o acidente. “Até agora ele [Albert] não apareceu para prestar ajuda, nem a família dele. O pai dele até chegou a aparecer no hospital procurando pelo filho, mas foi embora sem prestar nenhuma ajuda”, diz.

  Os desafios e oportunidades da mineração no Brasil é tema do III Encontro Nacional dos Municípios Mineradores

Outro acidente

Como o suspeito fugiu do local sem ao menos sinalizar, um motociclista não viu a fiação do poste no chão, devido ao choque do carro com o poste, e caiu. O condutor da moto também está em estado grave no Hospital João XXIII.

Fechar