Confira os principais lançamentos de discos no rap nacional, em junho

Chegou ao fim o primeiro semestre de 2020. Extremamente afetado pela pandemia do coronavírus, o mercado musical segue se reinventando para que os artistas pequenos e independentes consigam se manter na ativa durante essa quarentena. Recheado de lançamentos em praticamente todos os meses, o rap nacional conseguiu se manter em alta durante esse período. O confinamento e a falta de shows fez com que muitos artistas direcionassem suas rotinas para a produção criativa e a grande maioria deles lançou algum trabalho durante esse meio tempo. No mês passado, o ritmo diminuiu um pouco e vimos um pouco menos de lançamentos do que nos meses anteriores, mas ainda assim, mantendo uma boa média. Para falar um pouco sobre esses materiais, confira agora os principais lançamentos de discos no rap nacional, em junho:

Derek: Sexy & Fashion

– Lançado dia 10/06

– Seis faixas 

– Feats: Stef, Dagrace, Vulgo FK, Luccas Carlos e Torya

Influenciado por suas raízes na black music, Derek acaba de lançar o EP Sexy & Fashion. Com participações de nomes não tão conhecidos no meio, o rapper buscou, com esse trabalho, dar destaque para artistas que ainda buscam ascender no cenário da música. Destaque para a faixa Noites sem Fim, que traz uma inédita parceria do paulistano com Luccas Carlos, carioca que é um dos principais nomes do R&B no Brasil. Trazendo uma pegada diferente do que Derek vem aplicando em seus últimos lançamentos, esse projeto agradou bastante aos fãs mais antigos do vocalista da Recayd, devido suas semelhanças com Paris, primeiro álbum da carreira do MC. Trxtin, Lucas Spike, Mazinho e Marreta são os responsáveis pela produção musical da obra.

Jé Santiago & MC Igu: Hora do Rush, Vol. 1

– Lançado dia 19/06

– Três faixas 

– Sem feats

Outro lançamento de membros da Recayd Mob é o primeiro volume de Hora do Rush, série de EP’s de Jé Santiago e MC Igu. Com apenas três faixas, o projeto é uma extensão da parceria que os artistas vem traçando em suas carreiras solo e com o seu grupo. O título da obra é uma referência à clássica franquia cinematográfica A Hora do Rush, criada por Ross LaManna e que conta com três filmes dirigidos por Brett Ratner e estrelados por Jackie Chan e Chris Tucker. 

Marcola Bituca: Os Últimos Filhos de Sião

– Lançado dia 06/06

– Nove faixas 

– Feats: Cristal, Rincon Sapiência, Caboclo de Cobre e McDO Afrocidade

Talentoso no rap baiano, Marcola – agora com Bituca no nome – acaba de lançar Os Últimos Filhos de Sião, seu mais novo álbum de estúdio. Trazendo diversas referências culturais da Bahia e dos principais gêneros musicais que permeiam pelo estado, o projeto tem nove faixas e foi gravado e produzido quase que inteiramente no estúdio AquaHertz, em Salvador. A obra conta com feats de Rincon Sapiência (que também produz uma faixa), Cristal, Caboclo de Cobre e McDO da banda Afrocidade. Para promover lançamento do disco, Marcola fez uma live com Rincon e outros participantes do disco, e irá até São Paulo realizar uma apresentação Showlivre. Agradecimentos ao artista, que enviou esse disco de forma antecipada para que eu pudesse estar ouvindo e comentando aqui na coluna.

Faustino Beats: Sawa – Vibes, Vol. 2

– Lançado dia 05/06

– Sete faixas

– Feats: Sico e Áurea Maria

Rapper e produtor musical, Faustino ganhou destaque no YouTube com suas análises e vídeos dissecando grandes lançamentos do rap brasileiro e, posteriormente, ganhou ainda mais destaque com suas músicas intimistas e puxadas para o lo-fi. Faixas como Nihil, De Tarde e Omnia fizeram bastante sucesso e consolidaram o nome do soteropolitano. Agora, nesse mês de junho o artista retorna com Sawa, o segundo volume de seu projeto intitulado Vibes. Esse é o terceiro trabalho de sua carreira, além dos dois da série já citada, ele conta também com Kuro, de 2017. Evocando diferentes sentimentos e te fazendo vibrar conforme a ‘vibe’ escolhida para aquela composição, esse disco reforça a posição de destaque de Faustino dentro da talentosa cena do Hip-Hop baiano.

Yunk Vino: 237 Deluxe

– Lançado dia 26/06

– 14 faixas

– Feats: Veigh, Sippinpurpp, Leozin e MC Igu

Lançada em fevereiro, a mixtape 237 acaba de ganhar uma versão de luxo e 14 novas faixas. Com um nome já bem expressivo dentro da cena do trap, Yunk Vino retorna ao projeto com um novo time na produção e também nos feats. Thiago Veigh, MC Igu, Leozin e Sippinpurpp dividem os vocais com o paulista e Nagalli, Ecologyk, Mathinvoker, D Santana, Hayllan, Scotz, Piazza, Trxntin e VTbeats assinam as batidas do disco. Para falar um pouco sobre o álbum e como foi produzir ele durante a pandemia, em breve você poderá conferir aqui na coluna um bate papo exclusivo com Yunk Vino.

Sos: Eu Nem Gosto Tanto Assim de Trap

– Lançado dia 25/06

– 12 faixas

– Feats: Leall, Kweller, Duzz, Baco Exu do Blues e mais

Integrante da Uclã, Sos lançou em junho o seu segundo disco, intitulado Eu Nem Gosto Tanto Assim de Trap. Com doze faixas e muitos feats, a obra vem para suceder Serpentes e Holofotes, de janeiro de 2019. Falando bastante sobre si, o local em que nasceu e trazendo questionamentos e brincadeira a respeito do trap enquanto gênero musical, o álbum dá um peso maior pra carreira do rapper e mostra bastante de suas opiniões, revelando lados que nem todos artistas exploram. Aqui a produção ficou quase inteira por conta de Peu e China Mafra, companheiros de gravadora de Sos. 

Thiago & Leozin: Outro Plano

– Lançado dia 29/06

– Cinco faixas

– Sem feats

Amigos desde a infância, os rappers Thiago e Leozin são parceiros constantes na música. Em 2020, essa amizade se converteu em em uma mixtape. Intitulado de Outro Plano, o projeto conta com cinco faixas, todas voltadas para o trap. Com uma pegada mais intimista, esse trabalho foi produzido pela gravadora 24krec e tem todo seu visual feito por nixful, que desenvolveu seis belas artes para ilustrar a obra.

Josbi: Quarentape

– Lançado dia 10/06

– Oito faixas

– Feats: CHS, Ecologyk, Diego Thug, DaLua e mais

Com suas músicas sendo lançadas entre maio e junho, a Quarentape é uma obra de Josbi e trata bastante sobre o momento que estamos vivendo. Feita a distância, a mixtape reúne diversos amigos e colaboradores frequentes de sua carreira em oito tracks. Aqui temos diversos estilos diferentes se rap se mesclando e é possível notar as diversas influências que o rapper traz consigo. Com o título interligado com as artes e os temas abordados nas faixas, a produção traz diversas reflexões relacionadas ao coronavírus e o confinamento dentro de casa. A capa do disco, assinada por Marcos de Moreno, mostra bem isso, ao colocar diversas varandas de um prédio e ilustrar um pouco do que se passa em cada uma delas. 

Xamã: Como Sobreviver ao Fim do Mundo Dançando

– Lançado dia 26/06

– Quatro faixas

– Feat: Neo Beats

Quem também abordou o assunto foi o Xamã. Em Como Sobreviver ao Fim do Mundo Dançando o rapper fala bastante sobre pandemia, relacionamentos em tempo de coronavírus e as dúvidas que pairam sobre nós em um momento conturbado onde a grande parte da população está (ou deveria estar) presa dentro de casa. Todo produzido por Neo Beats, o EP traz quatro faixas e nenhum feat. O destaque do disco fica para a faixa De Novo, que ganhou um belo clipe dirigido pelo renomado cinegrafista Sandiego Fernandes.

Para conferir mais listas de lançamentos como essa e outros textos e entrevistas com grandes nomes do rap nacional, fique de olho aqui na Rima em Prosa, a coluna sobre rap do Mais Minas.

Veja também: Rima em Prosa #12 – Em entrevista, Alt Niss fala sobre A Linha Tênue, Imensidão, Rimas & Melodias e o impacto da pandemia no meio musical