Gonzaguinha morreu, mas sua música permanece viva: analisando “Comportamento Geral”

Embora o cantor e compositor Gonzaguinha fosse filho de Luiz Antônio Gonzaga, um dos maiores artistas brasileiros, o poeta, ainda pequeno, teve contato com a realidade do que é viver com poucos recursos no país Sul-Americano, o Brasil. Isso é perceptível pela lucidez na qual Gonzaguinha escreveu “Comportamento Geral”, uma canção atemporal.

“Você deve notar que não tem mais tutu, e dizer que não está preocupado. Você deve lutar pela xepa da feira, e dizer que está recompensado”. O compositor usou uma linguagem irônica para expressar como parte das pessoas mais bem sucedidas do país pensam em relação aos desfavorecidos, economicamente falando. Ele usa situações corriqueiras na vida do pobre, como por exemplo, reaproveitar o que sobrou na feira (o resto da feira), para garantir o sustento da casa. Segundo Gonzaguinha, a elite brasileira acredita que as pessoas que vivem nessa situação são tão inferiores que devem agradecer por se alimentar de sobras.

+ Analisando “Reconvexo” de Caetano Veloso – 1989

Noutra estrofe, Gonzaguinha já narra a hierarquia no trabalho, quando ele sintetiza a frase “você deve rezar pelo bem do patrão, e esquecer que está desempregado”, explicitando que as pessoas tidas como inferiores para os elitistas devem torcer sempre pela vitória de quem tem dinheiro, ignorando suas próprias conquistas.

O artista canta sobre diversos artifícios usados ao longo da história brasileira para manipular a nação. O patriotismo exacerbado e a religião como principais doutrinadores “​deve pois só fazer pelo bem da nação, tudo aquilo que for ordenado, pra ganhar um fuscão no juízo final e diploma de bem-comportado”.

+ Analisando a música ‘Old Town Road’, de Lil Nas X

Finalizamos essa análise refletindo como o brasileiro aprendeu a ter jogo de cintura para lidar com tantas faltas socioeconômicas, pois, ainda sem o retorno dos impostos diariamente pagos, sobra disposição para se alegrar no samba. Vale a pena, ainda que essa alegria seja instantânea, pois, “amanhã, seu Zé”, podem acabar com o seu carnaval.