EntretenimentoRacismoSéries

‘Aruanas’, série original Globoplay, estreia hoje (28) na programação da TV Globo

Publicidade

O encontro de um jornalista e uma ativista de uma ONG ambientalista dá início a uma forte discussão e uma verdadeira batalha para conter o risco de uma tragédia ambiental. Esse enredo abre “Aruanas”, série original Globoplay que seguirá em dez episódios.

O objetivo da série ‘Aruanas’ é aguçar a opinião pública sobre os desafios que enfrentam aqueles que lutam para preservar a maior floresta tropical do mundo em um momento em que a política brasileira é dominada pelos interesses da agroindústria. Neste caso, acompanharemos a luta de três mulheres para proteger a Amazônia.

A série se junta a outras produções da emissora que mostra a força e a determinação de mulheres. Na reprise de “Malhação – Viva a Diferença”, as protagonistas são todas mulheres: Benê (Daphne Bozaski), Keyla (Gabriela Medvedovski), Tina (Ana Hikari), Lica (Manoela Aliperti) e Ellen (Heslaine Vieira). Juntas, elas discutem temas importantes como o feminismo, racismo, sexo, entre outros.

Já na reprise de “Novo Mundo”, vemos a força da professora Anna Millman (Isabelle Drummond) e a força (emocional) da princesa Maria Leopoldina de Áustria (Letícia Colin). Em “Totalmente Demais”, a determinação da jovem Eliza (Marina Ruy Barbosa). Por fim, na reprise de “Fina Estampa”, a força e a coragem estão representadas na personagem Griselda da Silva Pereira, mais conhecida como Pereirão (Lília Cabral).

De acordo com o Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN), a floresta amazônica abriga cerca de 30 milhões de espécies de animais, cerca de duas mil e quinhentas espécies de árvores e trinta mil espécies de plantas. Há também centenas de povos indígenas de diversas comunidades diferentes, incluindo aqueles que nunca entraram em contato com a sociedade ocidental.

Apesar de toda essa diversidade de fauna, flora e cultura, a floresta vive sob constante perigo com o desmatamento, as queimadas, entre outros. Proteger a Amazônia é proteger o nosso futuro e isso deveria ser uma de nossas prioridades, uma vez que sem a Amazônia, não teremos água, cultura, história, vida.

Daí a importância de uma série como “Aruanas” que mostra a história de três ativistas, Natalie (Débora Falabella), Luísa (Leandra Leal) e Verônica (Taís Araújo), que procuram descobrir a verdade por trás de operações de uma empresa de mineração que busca ilegalmente ouro em uma área protegida da floresta. De um lado, um empresário que tem sede de dinheiro e quer construir a todo custo uma mina de ouro. De outro lado, políticos que anseiam pela criação de empregos e desenvolvimento para a área. Ambos sem ao menos refletir os efeitos e consequências na floresta.

“Aruanas” é uma série de 2019 escrita por Estela Renner e Marcos Nisti que já trabalharam juntos em outras produções. O roteiro é de Pedro de Barros com direção artística de Carlos Manga Jr. e direção geral de Estela Renner. A produção foi gravada em Manaus e em Manacapuru. Será exibida na TV Globo a partir de hoje (28), nas noites de terça-feira.

João Paulo Silva

Estudante de Letras apaixonado por livros, literatura, música e cinema. Além de escrever sobre esses temas, edito as redes sociais do Mais Minas. Contato: [email protected]

Artigos relacionados