O que você procura?

Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

TV

As maiores vilãs das novelas brasileiras

Elis Bohrer 15 de dezembro de 2021 às 15:48
Tempo de leitura
6 min
Carolina Dieckmann incorpora a personagem Leona em
Carolina Dieckmann incorpora a personagem Leona em "Cobras e Lagartos". Foto: Facebook/Carolina Dieckmann

Elas são odiadas pelo Brasil inteiro, mas nunca são esquecidas. Ainda que sejam malvadas, cruéis, desumanas e em alguns casos até assassinas, as maiores vilãs das novelas brasileiras nunca saem do imaginário popular.

Por esta razão, separamos uma lista com as 10 maiores vilãs das novelas brasileiras que o Brasil já conheceu.

Vamos conferir?


Nazaré Tedesco, Senhora do Destino

Vilã da novela “Senhora do destino”. Foto: Fã Clube Renata Sorrah

A icônica cena da Nazaré Tedesco correndo com um bebê no colo nunca saiu de moda e voltou a circular massivamente recentemente com a polêmica do aumento das coisas. Substituindo o bebê por um saco de arroz, a cena ganhou ares cômicos ao se tornar mais um inesquecível meme dessa novela memorável.

Quem era criança na época em que Renata Sorrah abrilhantou as telinhas, com certeza, cresceu cheio de medo de escadas e tesouras. E a atenção com bebês na maternidade redobrou.

Nazaré Tedesco, uma das melhores atrizes brasileiras, é um ícone da teledramaturgia.

Carminha, Avenida Brasil

Adriana esteves vive Carminha em “Avenida Brasil”. Foto: Facebook/Adriana esteves

Avenida Brasil foi uma das melhores novelas brasileiras já exibidas em horário nobre. Acumulando recordes impressionantes e um reunindo um elenco de peso, a novela consagrou mais uma vez Adriana Esteves como uma das artistas mais espetaculares de todos os tempos.

A atriz brasileira, que estava habituada a fazer papel de mocinhas sem graça – exceto quando brilhou na pele da arisca Catarina, em “O Cravo e a Rosa” – caiu nas graças do público com sua loucura, interpretando a Carminha. Consagrando-a como uma das vilãs mais temidas de todos os tempos.

Dobradinha: Cristina, Alma Gêmea e Sandra, Êta Mundo Bom

A vilã que faz até um pacto com o demônio para conseguir o que quer realmente não está para brincadeira. E Flávia Alessandra deu tudo de si em Alma Gêmea.

Ela entregou entretenimento, elegância e nos serviu de bandeja uma atuação impecável.

Aliás, a atriz de novela um tanto desacreditada após interpretar mocinhas que não entregavam nenhum entretenimento, deu vida a duas vilãs inesquecíveis do autor Walcyr Carrasco: Cristina, a malvada prima de Luna em Alma Gêmea e mais uma vez platinada no papel de Sandra, a louca que estava doida para colocar as garras na herança da Tia.

Aline, Amor à Vida

Vanessa Giácomo, uma das melhores atrizes brasileiras, deu vida à maléfica Aline em Amor à Vida e surpreendeu a todos com sua destreza, sensualidade e maldade.

Na trama, ela queria se vingar de César, o patriarca da família Khoury e acabar com toda a sua família. Em seu plano, estava incluso não apenas a vingança pessoal contra o empresário, como também a destruição da família.

Ela foi responsável por tirar o Félix do armário, ao fotografar um encontro com o amante secreto do rapaz. Separar Paloma de Bruno e afastar a filha preferida de César. Além disso, ela não só se tornou amiga de Branca (esposa de César) como causou uma forte crise na família, levando-a quase à ruína.

Bárbara, Da Cor do Pecado

Novela com maior audiência nos anos 2000, Da Cor do Pecado também ficou marcada por trazer pela primeira vez uma protagonista negra, interpretada pela incrível Taís Araújo e como antagonista, a dissimulada Bárbara. Que não mediu esforços para tirar Preta de seu caminho.

Como de costume com a maioria das mocinhas, Preta desperta o interesse do protagonista masculino da novela, interpretado por Reynaldo Gianecchini e se torna alvo das armações da vilã Bárbara, interpretada por Giovanna Antonelli, que passa de todos os limites para tirar Preta de seu caminho.

Flora, A Favorita

O ódio entre irmãs não é nada novo nas telinhas, vemos tramas sendo desenroladas sob essa ótica o tempo todo. Porém A Favorita elevou esse plot a um outro nível.

A irmã solitária, introvertida e doce de Donatela, que parecia bondosa e indefesa à primeira vista, se mostrou ser uma grande vilã.

O folhetim gerou muita expectativa no espectador que a todo momento não sabia em quem confiar e qual das duas de fato era a vilã da história. Como Flora, interpretada por Patrícia Pillar, vestia essa fantasia de bondosa, doce e gentil, foi difícil acreditar quando ela finalmente revelou a sua verdadeira face. Foi um momento inesquecível para teledramaturgia brasileira.

Leona, Cobras e Lagartos

Para fechar essa lista das maiores vilãs das novelas brasileiras, não poderíamos deixar de mencionar Leona, interpretada por Carolina Dieckmann, que está sempre servindo papéis de qualidade.

Com seu cabelo platinadíssimo, Leona deu trabalho para Duda (Daniel de Oliveira) e Bel (Mariana Ximenes), na busca pelo amor de Duda ela tramou as maiores armações já vista na TV brasileira. Tanto que no último capítulo, a vilã foi rumo ao inferno, após morrer em um incêndio.

Raquel, Mulheres de Areia

Irmã gêmea de Ruth, Raquel sempre se aproveitava da semelhança entre as duas para se dar bem.

A 44ª novela das seis da TV Globo foi um remaker de sucesso absoluto protagonizado por Glória Pires, que incorporou as duas personagens.

A trama toma uma grande proporção após Ruth (a mocinha) se casar com o namorado de Raquel, que em um primeiro momento é dada como morte em um acidente aquático.

Entretanto, Raquel retorna para a vida do casal e apronta muitas maldades.

Bia Falcão, Belíssima

A novela Belíssima tem um significado especial para a dramaturgia brasileira, afinal, reuniu um elenco sem precedentes, tendo como vilã ninguém menos que a maior atriz do Brasil, Fernanda Montenegro, que faz a Bia Falcão.

Durante a história, Bia é uma empresária bem sucedida do mundo da moda que reúne suas forças e inteligência para separar sua filha Júlia (Glória Pires) de André (Marcelo Anthony). O motivo? Divergências sociais.

Outras vilãs

Odete Roitman (Beatriz Segall) – Vale Tudo
Branca (Suzana Vieira) – Por Amor
Tereza Cristina (Cristiane Torloni) – Fina Estampa
Perpétua (Joana Fomm) – Tieta
Laura Figueroa (Glória Menezes) – Rainha da Sucata
Maria Altiva de Mendonça e Albuquerque (Eva Wilma) – A Indomada
Jezebel (Elizabeth Savalla) – Chocolate com Pimenta

E aí, conta para gente qual dessas vilãs é a mais inesquecível e qual te marcou mais? 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.

Última atualização em 15 de dezembro de 2021 às 17:42