O que você procura?


Suposta impotência sexual de Daniel do BBB causa “zoeira” na internet

Rodolpho Bohrer 10 de março de 2020 às 19:23
Tempo de leitura
2 min

Uma cena do Big Brother Brasil causou, mais uma vez, burburinho nas redes sociais nesta terça-feira (10). Em um vídeo que circula na internet, o participante Daniel não consegue ter uma relação sexual com sua companheira no programa, Marcela.

Com isso, no Twitter, os internautas deslancharam a fazer piadas quando a suposta impotência sexual de Daniel.

Entretanto, mesmo com tanta repercussão brincando com a situação, outras pessoas também comentaram que o episódio não seria caso de piadas, já que muitos homens passam por isso.

Irmão sai em defesa

Com toda a repercussão negativa quanto o episódio envolvendo o Daniel, seu irmão, Tomás Lenhardt, saiu em defesa do participante indo à público dizer que as imagens compartilhadas pelos internautas estão fora de contexto.

LEIA TAMBÉM:  Assistiu 'Round 6'? veja outras séries e filmes no mesmo estilo

“O pessoal pegou somente uma parte do vídeo e falou que ele brochou. Na verdade, ele disse ‘não vou conseguir’ no sentido de que estava com muito tesão e que não conseguiria se segurar, que iria transar com ela. Mas eles não querem transar lá”, explicou Tomás, durante um bate-papo com a equipe do portal ao Uol. O irmão do confinado também disse que ele tem déficit de atenção.

Disfunção erétil

Apesar de toda a repercussão e a defesa de Tomás quanto ao caso ocorrido com seu irmão Daniel, a disfunção erétil não é algo tão negativo quanto é perpetuado.

Estudos medicinais mostram que a disfunção erétil (DE), também chamada de impotência sexual, só é diagnosticada como um “problema” quando em pelo menos 50% das tentativas de manter a ereção peniana são falhas.

LEIA TAMBÉM:  Coração Indomável: confira o que acontece nos próximos capítulos no eterno calvário de Maricruz

E ainda, de acordo com um estudo sobre saúde sexual realizado na Grã-Bretanha, descobriu que mais de 30% dos jovens enfrentam problemas comumente relacionados às pessoas mais velhas. Entre os sexualmente ativos, 34% dos homens e 44% das mulheres disseram ter tido pelo menos um problema sexual por pelo menos três meses.

Última atualização em 9 de setembro de 2021 às 16:46