Especial Campeonato Mineiro 2020: Boa Esporte, o clube polêmico de Varginha

Dando continuidade a série de matérias especiais sobre os clubes que disputarão a divisão principal do Campeonato Mineiro, que começa já na semana que vem, no dia 22 de janeiro, trazemos um time de grande representatividade do futebol mineiro, o Boa Esporte Clube, de Ituiutaba.

O clube fundado em 1947 já soma 72 anos de existência com muita tradição na região do Triângulo Mineiro. O Boa Esporte já disputou, incluindo o Módulo I e II, 22 vezes o Campeonato Mineiro, além de oito participações na Copa do Brasil, nove no Campeonato Série C e sete na Série B.

Especial Campeonato Mineiro 2020: Boa Esporte, o clube polêmico de Varginha
Boa é figurinha carimbada no Campeonato Mineiro – Créditos da foto: Divulgação/Boa EC

A sala de troféus do Boa Esporte é bem recheada, o clube já conquistou um Campeonato Série C em 2016, dois títulos de Campeão Mineiro do Módulo II em 2004 e 2011, além de ter sido quatro vezes campeão do interior no Campeonato Mineiro em 2008, 2009, 2014 e 2019, e duas Taças Minas Gerais em 2007 e 2012.

Por diversas vezes, acreditava-se que o Boa chegaria a disputar a Série A do Campeonato Brasileiro, devido à boas campanhas que o clube fez na Série B. Inclusive, em 2014, o time de Ituiutaba chegou a sexta colocação na segunda divisão do campeonato nacional, ficando apenas há duas posições de conseguir o acesso à elite do futebol brasileiro. Nesse mesmo ano, a equipe boavista chegou a vencer do Palmeiras, que posteriormente se consagraria campeão daquela edição.

História e Mudança de Nome

O Boa Vontade Esporte Clube, foi fundado em 30 de abril de 1947 no salão de festas do Ituiutaba Clube, em uma solenidade festiva. O nome “Boa” foi o primeiro nome do clube que, posteriormente, no mesmo ano, passou a se chamar Ituiutaba Esporte Clube.

Após 51 anos disputando torneios amadores regionais, em 1998, já sob a direção dos irmãos Moraes (Rone, Roberto e Rildo), nomes que comandam o time até os dias de hoje, o Ituiutaba conseguiu se tornar um clube profissional.

Em 2011, após 13 anos como clube profissional de futebol e já ter conseguido se classificar na terceira colocação do Campeonato Mineiro Módulo I em 2009, ser Campeão Mineiro do Módulo II em 2004 e ter disputado o Campeonato Brasileiro Série C em 2003, o Ituiutaba passou a mandar seus jogos na cidade de Varginha. Além disso, retorna ao nome de Boa Esporte Clube, uma referência ao nome original do clube, Boa Vontade Esporte Clube.

Com o retorno do nome Boa Esporte, o time conquista no mesmo ano o título de Campeão Mineiro do Módulo II.

Estádio e mascote

O Boa Esporte, hoje, manda seus jogos no Estádio Municipal Prefeito Dilzon Luiz de Melo, popularmente chamado de “Melão”, em Varginha mesmo sendo, originalmente, fundado em Ituiutaba.

Especial Campeonato Mineiro 2020: Boa Esporte, o clube polêmico de Varginha
O popular Melão – Créditos da foto: Divulgação/Boa EC

A transferência do Boa para Varginha aconteceu em 2011, com a ascensão do time para a série B. Ocorre que o estádio da Fazendinha, onde mandava seus jogos, não poderia ser utilizado para as partidas pela série B.

O mascote do Boa Esporte durante muito tempo foi a coruja, mas com a mudança de locação para Varginha, o ET de Varginha também se tornou uma figura ilustre do clube.

Contratação Polêmica

Em 2017, uma contratação polêmica mudou bastante a bela trajetória do Boa Esporte no cenário nacional. O clube de Varginha contratou o goleiro Bruno, ex-jogador do Flamengo e Atlético, e que foi condenado à prisão por matar sua esposa Eliza Samúdio em 2010.

Entretanto, um mês depois, o Supremo Tribunal Federal (STF) revogou a liminar que havia concedido a liberdade ao goleiro. Consequentemente, o contrato do goleiro com o clube mineiro foi suspenso e o Boa conseguiu uma péssima repercussão no cenário nacional.

Especial Campeonato Mineiro 2020: Boa Esporte, o clube polêmico de Varginha
Passagem de Bruno foi negativa para equipe de Varginha – Créditos da foto: Reprodução/Internet

O Boa Esporte, com a contratação de Bruno, perdeu patrocinadores e fornecedores de material esportivo, além de antipatia por grande parte da população brasileira. Grupos feministas e ativistas chegaram a fazer protestos no dia de sua contratação e de sua estreia. Outras duas em jogos fora de casa, quando Bruno ouviu gritos de assassino e foi provocado por torcedores rivais.

Destaque para 2020

O time comandado por Nedo Xavier tem como principal promessa o Nonoca, ex-Cruzeiro. Sendo um dos jogadores mais caros do elenco do Boa Esporte, o meia, que já teve passagens também pelo Sport e é uma grande aposta da equipe de Varginha. O atleta também já foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-17 em 2014.

Especial Campeonato Mineiro 2020: Boa Esporte, o clube polêmico de Varginha
Volante Nonoca aparece como destaque do time boveta – Créditos da foto: Divulgação/Boa EC

Elenco

Confira agora o elenco completo do Boa Esporte para a disputa do Módulo I do Campeonato Mineiro de 2020:

Goleiros: Renan Rocha e Georgemy;

Laterais: Carlinhos, Breno Santos e Chiquinho;

Zagueiros: Henrique Moura, Fernando, Wesley dos Santos e Renan Ribeiro;

Meio-campistas: Kayque Stoffel, Gledson, Caio César, Nonoca, Breno e Léo Gotera;

Atacantes: Gindre, Denis Custódio, Denílson, Romário Simões, Bruno Gavim e Jefersson;

Treinador: Nedo Xavier

Leia também: Especial Campeonato Mineiro 2020: Tupynambás, o “Baeta” de Juiz de Fora