Ultimate magazine theme for WordPress.

Copa América 2021: Quem ganhou os melhores prêmios do torneio?

Após quatro semanas de futebol emocionantes, a edição de 2021 da Copa América chegou ao fim. E, pela primeira vez desde 1993, a Argentina foi coroada campeã do torneio sul-americano, tirando um peso todo poderoso dos ombros de Lionel Messi – que foi frequentemente escrutinado por nunca ter ganho um grande torneio internacional com o seu país. 

A “Albiceleste” já terá os seus objetivos firmemente definidos na Copa do Mundo do próximo ano no Qatar, outro torneio que certamente estará entre os favoritos para ganhar se quiser apostar agora. Assim, à medida que a poeira abaixa após a vitória da Argentina com 15º título da Copa América, vejamos quem levou para casa os principais prêmios do torneio – incluindo Jogador do Torneio, melhor defensor e muito mais…

Campanha Unimed

Jogador do Torneio – Lionel Messi e Neymar

Com a Argentina a ganhar o torneio pela primeira vez em 28 anos, Messi foi nomeado o Jogador do Torneio – embora em conjunto com o seu bom amigo Neymar. Muitas vezes no centro de tudo o que a sua nação faz em campo, tanto bom como mau, o atacante do Barcelona realmente empurrou a Argentina este ano. Ele marcou gol e deu assistências cruciais, participando em nove dos 12 gols da Argentina. A sua liderança ajudou a impulsionar os seus companheiros de equipa para a glória.

LEIA MAIS:  Aquele 1%? Cruzeiro tem chance mínima de subir, aponta estudo

Tal como Messi, Neymar carrega o peso da sua nação sobre os ombros, e para não ser esquecido ao levar o Brasil à final da Copa América participando de cinco gols (2 gols, 3 assistências), o jogador de 29 anos foi nomeado o melhor jogador da equipe brasileira. O atacante do Paris Saint-Germain teria adorado ajudar o seu país a conquistar as medalhas de ouro no Japão no final deste Verão, onde o Brasil está entre os favoritos nas a apostas olímpicas de futebol, mas foi deixado de fora do plantel..

“Não é possível escolher apenas um jogador, porque esta competição tem dois melhores jogadores”, disseram os organizadores do torneio (CONMEBOL). “Eles demonstraram em cada jogo as suas diferentes qualidades que os tornam jogadores de integridade, com qualidade técnica e tática, pela sua inteligência com e sem a bola, e pela sua tomada de decisão, que é sempre decisiva”.

Goleiro do Torneio – Emiliano Martínez

Os últimos 12 meses têm sido um turbilhão para o novo guarda-metas número 1 da Argentina, Emiliano Martínez. Após uma década no Arsenal, a maior parte sendo emprestado, o jogador de 28 anos mudou-se permanentemente para o Aston Villa no Verão passado e as suas atuações pela equipa da Premier League inglesa valeram-lhe muitos aplausos. Surpreendentemente, Martínez só fez a sua estreia internacional uma semana antes do início da Copa América, começando num empate em 1-1 com o Chile. No entanto, ele não pareceu perturbado com a ocasião, pois manteve quatro partidas limpas, inclusive na final contra o Brasil, e salvou três pênaltis na semifinal contra a Colômbia. Ele foi outra corda crucial no arco argentino, isso é certo! 

LEIA MAIS:  Pressionado, Cruzeiro reencontra o Remo após 27 anos; saiba onde assistir

Prémio Fair Play – Brasil

Apesar de Gabriel Jesus ter recebido um cartão vermelho direto por uma jogada imprudente no estreito triunfo da Seleção por 1-0 nas quartas-de-final contra o Chile, os anfitriões foram os vencedores do prêmio Fair Play. O defensor do Chelsea Thiago Silva foi presenteado com o troféu antes da final.

Artilheiro – Lionel Messi

Dada a imensa proeza de Messi na marcação de gols, é difícil acreditar que esta é a primeira vez que o jogador de 34 anos ganha o prémio de melhor atacante da Copa América. Com quatro gols, o argentino estava ao nível do colombiano Luis Díaz. No entanto, como Messi deu mais assistências, ele foi considerado o vencedor absoluto. Desta vez, não houve partilha.

Inscreva-se para RECEBER diariamente uma lista com as nossas principais notícias. É GRATUITO!

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

COMENTÁRIOS