24.5 C
Belo Horizonte
sábado, 24 setembro 2022

O futuro dos campeonatos estaduais

Veja quais são os principais problemas que os campeonatos estaduais possuem que podem causar o seu fim
Portal Mais MinasFutebolAtléticoAtlético domina, mas não consegue furar retranca e só empata no Independência

Atlético domina, mas não consegue furar retranca e só empata no Independência

Atlético domina partida, mas não consegue furar retranca e só empata com a Chapecoense no Independência, (0 a 0). Sem vantagem no placar, as equipes voltam a se enfrentar em 16 de maio para decidir vaga às quartas de final da Copa do Brasil.
A primeira partida entre as duas equipes, válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, não teve gols. O que vimos nos 90 minutos foi praticamente um ataque contra defesa. Com a Chapecoense concentrada na defesa e passando poucas vezes da linha de meio de campo, enquanto o Galo dominou a partida com quase 70% de posse de bola, (68 a 32% no total).
O primeiro tempo começou com muita pressão atleticana, que tocou bola, buscou a criação de jogadas e, consequentemente, o gol, mas sem muito sucesso para furar o bloqueio criado pela equipe de Chapecó.
A segunda etapa foi praticamente um espelho da primeira, com o Galo tocando bola, buscando agredir e conseguindo, eventualmente, algumas finalizações ao gol, especialmente com Ricardo Oliveira, mas sem muito perigo e efetividade, terminando assim a partida em 0 a 0.
Em reconhecimento pela luta, os jogadores atleticanos saíram de campo aplaudidos pela torcida alvinegra.
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 0 X 0 CHAPECOENSE
Data: 02 de maio de 2018, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: Oitavas de final da Copa do Brasil
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 19.476 presentes
Renda: R$ 258.225,00
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR) Assistentes: Rafael Trombeta e Pedro Martinelli Christino (ambos PR)
Cartão amarelos: Luan e Patric (CAM); Jandrei e Apodi (CHA)
ATLÉTICO: Victor, Patric, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Cazares, aos 17 do 2º), Gustavo Blanco (Elias, aos 17 do 2º), Luan (Matheus Galdezani, aos 32 do 2º) e Otero; Róger Guedes e Ricardo Oliveira. (Técnico: Thiago Larghi
CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Elicarlos, Márcio Araújo (Freitas, aos 47 do 2º) e Canteros (Guilherme, aos 21 do 2º); Arthur (Júnior Santos, aos 32 do 2º) e Wellington Paulista. (Técnico: Gilson Kleina)
Com o 0 a 0, nem Atlético nem Chapecoense levam vantagem para a segunda e decisiva partida que acontece no dia 16, na Arena Condá. O empate leva a decisão da vaga nas quartas de final para a disputa por pênaltis, e quem vencer por qualquer placar , Atlético ou Chapecoense, garante classificação.
Leia também:

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: