O que você procura?


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Galo XXI: qual é o maior lateral-direito do Atlético no século?

Maicon Costa 26 de maio de 2020 às 10:59
Tempo de leitura
4 min

Um dos times mais vitoriosos da América no século, o Atlético foi e ainda é casa de grandes jogadores e times históricos, que marcaram época no alvinegro mineiro. Conhecido pelo futebol ofensivo, força da torcida e raça em campo, o Galo é um dos adversários mais temíveis no país.

E pensando na gama de grandes nome que passaram pelo clube, pergunto a você, torcedor, se já parou para pensar em quais são os maiores jogadores do Atlético no século XXI? Bom, vide o número craques que vestiram a camisa alvingera, essa pergunta não é a mais fácil de responder. Mas, com sua ajuda, nós do Mais Minas tentaremos desvendá-la.

Nos próximos dias realizaremos enquetes com os maiores e melhores jogadores do Atlético em cada posição, falando um pouco de suas trajetórias com a camisa alvinegra e você, torcedor, irá votar em seus favoritos. Ao final das matérias, que serão divididas em goleiros, laterais-direitos, zagueiros, laterais-esquerdos, volantes, meias, atacantes e técnicos, iremos analisar os mais votados e montar a seleção do Galo no século XXI.


E após começar com a eleição do dono da meta atleticana, que ainda está em aberto, iremos iniciar hoje a votação do maior lateral-direito do Atlético no século XXI.

Mancini (1998-2002 e 2011-2012)

Revelado nas categorias de base do Galo, Mancini foi um dos melhores laterais direitos a vestir a camisa do clube. Muito forte ofensivamente, o jogador fez um alto número de gols, visto sua posição em campo. Durante o período de sua primeira passagem no clube, foi emprestado em duas oportunidades, para Portuguesa e São Caetano. Posteriormente se transferiu para a Itália, onde teve uma carreira de muito sucesso.

Mancini ainda voltaria ao Atlético no ano de 2011, já atuando como ponta, após anos de sucesso na Itália. Apesar do status, o jogador não empolgou e acabou emprestado para o Bahia, antes de seu contrato se encerrar, no fim de 2012. Pelo Galo, o jogador conquistou três estaduais, em 1999, 2000 e 2012.

Mancini lateral

Mancini é conhecido pelo estilo provocador em campo – Crédito da foto: Ag. Estado

Cicinho (2001-2003)

Outro grande nome a ocupar a ala direita do Atlético no século XXI foi Cicinho. O jogador chegou ao clube em 2001, tendo estado emprestado ao Botafogo-SP por quase um ano, entre o ano de sua chegada e 2002. Quando retornou ao clube, assumiu de vez a titularidade e fez o torcedor não sentir falta de Mancini, vide suas boas atuações.

Apesar do bom futebol e de se tornar um dos favoritos da torcida, Cicinho deixou o Atlético em 2003 após uma série de desentendimentos judiciais sobre causas trabalhistas. O jogador não chegou a conquistar títulos pelo Galo.

Marcos Rocha (2007-2017)

Mineiro de Sete Lagoas, Marcos Rocha é referência quando o assunto é a lateral-direita atleticana. Multicampeão pelo clube, o jogador foi revelado na base do Atlético e passou por quatro times até se firmar como titular do Galo, em 2012. Daí em diante, o jogador dominou a posição e se tornou um dos principais alas do país, chegando inclusive à Seleção Brasileira.

Excelente no apoio, Marcos Rocha era uma das principais válvulas de escape do time e ajudou o Galo na conquista de sete títulos: quatro estaduais (2012, 2013, 2015 e 2017), uma Copa Libertadores (2013), uma Recopa Sul-Americana (2014) e uma Copa do Brasil, contra o maior rival, Cruzeiro, (2014).

Além disso foram ainda 21 títulos individuais conquistados enquanto vestia a camisa alvinegra, incluindo quatro prêmios Craque do Brasileirão e duas Bolas de Prata, para sua posição. Em 2018 deixou o time rumo ao Palmeiras, onde atua até hoje.

Galo XXI: qual é o maior lateral-direito do Atlético no século?

Marcos Rocha se notabilizou pelas provocações e bom desempenho frente ao rival Cruzeiro – Crédito da foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

[mpp id=”11″]

Caso não consiga votar, clique aqui.

Vote também: Qual é o maior goleiro do Atlético no século?

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.