Clássicos raiz: Atlético x Cruzeiro no Brasileirão volta a ser com torcida dividida

0

Confirmado! A partir do Brasileirão, os clássicos entre Atlético e Cruzeiro-MG voltam a ser no Mineirão com torcida dividida, relembrando os áureos tempos do estádio. Para a alegria do dito ‘torcedor raiz’.
O interesse por clássicos com torcida divida já havia sido manifestado no início da semana pela diretoria atleticana, e agora, o acordo está oficialmente selado entre as duas equipes. O anuncio foi feito pelo presidente do Cruzeiro-MG, Wágner Pires de Sá, nessa terça-feira (27/03), após reunião na Federação Mineira de Futebol (FMF), onde decidiram detalhes para a primeira partida da final do Campeonato Mineiro.
“Do Campeonato Brasileiro em diante, as partidas entre Cruzeiro e Atlético-MG serão realizadas no Mineirão, com torcidas divididas. A Polícia já concordou. Então, está acordado, e nós comungamos com o Atlético-MG. Vamos dar espetáculo para todo mundo, e futebol é arte, é dom e tem que ser uma boa coisa para o público. Vamos fazer divisão e procurar, nestes tempos conturbados, fazer em paz”, afirmou Pires de Sá ao globoesporte.com.
Deste modo, o clássico com torcidas divididas começa a valer apenas nos jogos do Campeonato Brasileiro, partidas que acontecem nos dias (19/05) e (16/09), válidas pela sexta e vigésima quinta rodadas. Sendo a primeira, no dia 19 de maio, mando do Atlético, enquanto a segunda, no dia 16 de setembro, mando do Cruzeiro-MG. Para as finais do Campeonato Mineiro continua mantido o acordo de dois jogos com torcida única e carga de 10% dos ingressos para a torcida visitante.
Opinião
Certamente diversos torcedores estavam com muita saudades de poder assistir clássicos com torcida dividida no Mineirão, afinal, se trata de uma grande festa e oportunidade para ambas as torcidas fazerem festa, gritar e até mesmo, de forma respeitosa, se provocar, porque, óbvio, faz parte do espetáculo. Mas, galera, acima de tudo, tenham consciência, somos privilegiadas por ter dois times com grandes torcidas dentro do estado que, quando há partida entre elas, Minas Gerais fica quase divida, (isso sem descartar a torcida do América, claro! Que tem representatividade). E por isso, torcedor, vamos torcer, vibrar, rir, chorar e até mesmo, por que não? Com limites, provocar. Mas façamos isso com muita consciência, respeito e, principalmente, PAZ.
Leia também: