20.4 C
Belo Horizonte
segunda-feira, 5 dezembro 2022

Renova Excursão

Copa do Mundo – Grupo G: Suíça, Sérvia e Camarões fazem de chave do Brasil uma das mais difíceis

O favoritismo dos brasileiros e o alto nível de competitividade dos europeus, aliado à tradição camaronesa colocam a chave no posto de uma das mais equilibradas do torneio.

Com Brasil, Suíça e Sérvia, o Grupo G da Copa do Mundo do Catar praticamente repete o Grupo E de 2018, com a troca da Costa Rica por Camarões. O favoritismo dos brasileiros e o alto nível de competitividade dos europeus, aliado à tradição camaronesa colocam a chave no posto de uma das mais equilibradas do torneio.

A tendência é que o Brasil lidere o grupo, mas que, ainda assim, encontre dificuldades. Os outros três países devem brigar até o último momento pela última vaga no mata-mata, com Camarões correndo por fora.

Brasil

Na busca pela sexta estrela, o time verde e amarelo chega ao Catar vivendo um grande momento. As estrelas da equipe, com destaque para Neymar e Vinícius Júnior, vivem excelentes momentos em seus clubes. Tecnicamente, a Canarinha está entre as melhores seleções do torneio, e figura entre a prateleira das favoritas.

Resta saber como o Brasil fará para lidar com a pressão de 20 anos sem levantar a Copa do Mundo, e com o fantasma de enfrentar europeus, que têm causado sérios problemas nas últimas edições do Mundial.

  • Melhores participações: 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002 (campeão)
  • Técnico: Tite
  • Capitão: Thiago Silva
  • Destaque: Neymar
  • Prognóstico: Primeira força do grupo
  • Está confiante que o Brasil vai longe na Copa? A Betano oferece a cotação 4.25 para o Brasil ser campeão. Ou seja, quem apostar R$ 100 receberá um retorno de R$ 425.
Neymar é a grande esperança brasileira
Neymar é a grande esperança brasileira – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Sérvia

O time sérvio melhorou em relação à edição disputada na Rússia. Alguns talentos amadureceram e estão em melhor fase, como o atacante Aleksandar Mitrovic e o ala Filip Kostic. Já outros jogadores de destaque surgiram e encorparam ainda mais o elenco, caso do centroavante Dusan Vlahovic.

Em 2018, a classificação não aconteceu após derrota para a Suíça. Agora, os sérvios sonham em dar o troco e ir mais longe na Copa.

  • Melhores participações: 1930 e 1962 (semifinalista)
  • Técnico: Dragan Stojković
  • Capitão: Dusan Tadic
  • Destaque: Dusan Vlahovic
  • Prognóstico: Segunda força do grupo

Suíça

A equipe da terra do chocolate chega com moral após bela campanha na Eurocopa 2021, eliminando a favoritíssima França. A Suíça é recheada de destaques que jogam nas principais ligas do futebol europeu, e que podem complicar a vida de qualquer adversário.

Na Copa da Rússia, o time conseguiu segurar o Brasil, com empate em 1 a 1, na rodada de estreia.

  • Melhores participações: 1934, 1938 e 1954 (quartas de final)
  • Técnico: Murat Yakin
  • Capitão: Granit Xhaka
  • Destaque: Xherdan Shaqiri
  • Prognóstico: Terceira força do grupo

Camarões

Os africanos já não vivem mais os bons tempos de antigamente, em que acumularam participações de destaque, inicialmente com a geração de Roger Milla e, posteriormente, com o time de Samuel Eto’o. O último, inclusive, é o atual presidente da federação de futebol local, que atravessa momento complicado.

A esperança de Camarões passa por Eric Maxim Choupo-Moting, atacante que vive grande momento e o goleador do Bayern de Munique.

  • Melhores participações: 1990 (quartas de final)
  • Técnico: Rigobert Song
  • Capitão: Vincent Aboubakar
  • Destaque: Eric Maxim Choupo-Moting
  • Prognóstico: Quarta força do grupo

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: