O que você procura?


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Com seu maior público no ano, Cruzeiro busca eliminar chance de rebaixamento contra o Brusque

A última vez que o Cruzeiro teve a presença de mais de 20 mil torcedores no estádio foi na partida contra o América, no Campeonato Mineiro do ano passado.

Rômulo Soares 8 de novembro de 2021 às 14:03
Tempo de leitura
3 min
Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro
Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro

Mesmo com uma temporada ruim, o Cruzeiro teve uma boa notícia nos últimos dias. O time celeste poderá rever o seu torcedor em maior número nesta terça-feira, 9 de novembro, no Mineirão, quando enfrentará o Brusque pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O Gigante da Pampulha deve receber 35 mil cruzeirenses para acompanhar a partida.

A última vez que o Cruzeiro teve a presença de mais de 20 mil torcedores no estádio foi na partida contra o América, no Campeonato Mineiro do ano passado, antes da paralisação e também restrição de público em partidas por conta da pandemia. Na ocasião, o público total foi de 21.902.

Porém, a decisão de não autorizarem a capacidade máxima no Mineirão causou polêmica nos últimos dias. Mesmo com a Prefeitura de Belo Horizonte liberando o Mineirão para jogos em sua capacidade máxima, 62 mil torcedores, a partida entre Cruzeiro e Brusque, só poderá contar com 35 mil presentes. A decisão deixou a China Azul na bronca. 


Em nota, a prefeitura da capital explicou que a decisão de reduzir a capacidade do público a pouco mais da metade não é do poder Executivo municipal. A volta da capacidade total do Mineirão é assegurado em portaria, que está em vigor desde o dia 2 de novembro.

A decisão de contar com o público total é o responsável pelo evento, no caso o Cruzeiro. Porém, o clube alega que o problema não foi financeiro e que mesmo propondo pagar a Minas Arena, administradora do estádio, para contar com a capacidade máxima, um acordo entre as partes definiu que só 35 mil pessoas poderiam estar no estádio para a partida.

Confronto direto

Cruzeiro e Brusque será um confronto direto na luta contra o rebaixamento para a Série C. Apesar das chances de queda da Raposa serem pequenas, uma vitória no Mineirão pode decretar de vez a sua permanência na Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro.

De acordo com o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Cruzeiro tem 0,78% de chance de queda e o Brusque 43,4%. A Raposa é a atual 12ª colocada, com 43 pontos, e o time catarinense é o primeiro acima da zona de rebaixamento, 16º, com 38 pontos.

A primeira vez que ambas as equipes se enfrentaram foi neste ano, no turno da Série B. O Cruzeiro venceu fora de casa por 2 a 1, de virada. O Brusque abriu o placar com Eduardo, em cobrança de pênalti, e a Raposa virou com gols de Felipe Augusto e Giovanni Piccolomo, aos 36 e 44 minutos do segundo tempo, respectivamente. O duelo desta terça-feira terá transmissão do canal Premiere.

Prováveis escalações

Cruzeiro: Fábio; Rômulo, Eduardo Brock, Ramon e Felipe Augusto; Adriano, Lucas Ventura e Giovanni; Bruno José, Vitor Leque e Thiago.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Brusque: Ruan Carneiro; Toty, Ianson, Éverton Alemão e Airton; Rodolfo Potiguar, Zé Mateus, Fellipe Soutto e Jhon Cley; Maurício Garcez e Edu. Técnico: Waguinho Dias.

Arbitragem

  • Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
  • Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcio Bezerra Lopes Caetano (RO)
  • Quarto Árbitro: Ronei Cândido Alves (MG)
  • Árbitro de Vídeo (VAR): Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ)

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.