O que você procura?


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Cruzeiro não esteve entre os oito melhores em dois anos de Série B

O time celeste só esteve entre os 10 melhores em três rodadas na Segundona.

Rômulo Soares 19 de novembro de 2021 às 11:31
Tempo de leitura
3 min
Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O Cruzeiro segue cumprindo tabela na Série B do Campeonato Brasileiro, já que não tem mais chances de queda, ou chances muitíssimas remotas, e nem de acesso para a Série A. Na noite dessa quinta-feira, 18, a Raposa empatou com o Sampaio Corrêa pro 1 a 1, fora de casa, e se manteve na 11ª colocação, com 47 pontos conquistados. Maurício Silva abriu o placar para o time sergipano com oito minutos de jogo e aos 41 do primeiro tempo Léo empatou para o clube celeste.

As duas campanhas cruzeirenses na Série B foram muito ruins, levando em consideração a possibilidade de acesso. A realidade do Cruzeiro é de nunca estar próximo da Série A durante esses dois anos. Foram 75 rodadas disputadas na Segunda Divisão e a Raposa nunca esteve entre os oito primeiros colocados. O time celeste só esteve entre os 10 melhores em três rodadas na Segundona.

Em 75 jogos, o Cruzeiro conseguiu 24 vitórias, 30 empates e 321 derrotas, dando em um aproveitamento de 45%, com 81 gols marcados e 76 sofridos.


Portanto, a diretoria celeste, junto do técnico Vanderlei Luxemburgo começam o planejamento para 2022. O treinador já demonstrou diversas vezes o seu interesse de permanecer no Cruzeiro no ano que vem, mas pediu para que o clube pague a dívida que o impede de contratar novos jogadores.

“Futebol é um grande negócio. Sendo negócio, ele tem que dar lucro. O Cruzeiro deve R$ 1 bilhão, tá certo? Me dá cinco anos para gerir o Cruzeiro, e o Cruzeiro paga R$ 1 bilhão que deve. É só investir onde tem que investir”, falou o treinador em entrevista à Rádio Super.

Capitão e ídolo do clube, o goleiro Fábio também defendeu a permanência de Luxemburgo no Cruzeiro, o classificando como crucial, pela experiência que o treinador tem com o Campeonato Brasileiro, independente da divisão. Vanderlei já foi campeão da Série B e tem cinco títulos da Série A.

“Ele sabe o que fazer em termos de planejamento, formação de elenco, da pressão, que é toda do Cruzeiro em mais um ano. A gente tem que dar essa resposta para o nosso torcedor, e o Vanderlei está com esse pensamento de fazer uma equipe forte, com jogadores que sabem da dificuldade que vai ser a temporada de 2022, pela obrigação, pela força que temos de camisa e a responsabilidade de subir”, disse Fábio.

O Cruzeiro se despede de 2021 contra o Náutico neste domingo, 28 de novembro, às 16h, no Mineirão. A Raposa pode ir até a nona colocação, caso vença a equipe pernambucana e chegar a quatro rodadas na primeira metade da tabela de classificação, em 76 disputadas.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.