O que você procura?
Renova banner


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Dodô será o terceiro jogador a deixar o Cruzeiro

Maicon Costa 23 de dezembro de 2019 às 11:33
Tempo de leitura
2 min

Após as saídas de Pedro Rocha, que jogará no Flamengo em 2020, e de Jadson, que acertou com o Bahia, o Cruzeiro liberará o terceiro jogador do elenco rebaixado em 2019. E o nome da vez é o do lateral esquerdo Dodô. O camisa 18 que chegou ao clube no início do ano não rendeu o esperado e terá seu contrato rescindido.

O lateral, que se destacou em 2018 pelo Santos, chegou ao Cruzeiro rodeado de expectativas mas, apesar de alguns bons jogos, não conseguiu se firmar. O jogador chegou ao clube por empréstimo de um ano, mas com uma cláusula de compra obrigatória no fim do contrato. Por tal determinação, o clube precisou rescindir o contrato com o atleta.


Para acertar a rescisão, o clube precisou de se entender com a Sampdoria-ITA, detentora do passe de Dodô, já que a compra do jogador era obrigatória. Quando contratado, na apresentação do lateral, o então vice-presidente de futebol do clube, Itair Machado, explicou como seria o negócio entre Cruzeiro e Sampdoria. O clube pagaria 200 mil euros (R$ 850 mil) aos italianos pelo empréstimo de um ano e 300 mil euros (R$ 1,28 milhão) pela compra de 90% dos direitos econômicos ao fim do contrato.

Dodô fica agora livre para negociar com outros clubes. Recentemente surgiram especulações de um suposto interesse do Corinthians no futebol do jogador.

Redução de elenco

Com graves problemas financeiros e um orçamento diminuto para o ano de 2020, o Cruzeiro negocia a saída de diversos jogadores. Além dos já citados Pedro Rocha, Jadson e Dodô, o zagueiro Digão, que pertence ao clube, seguirá no Fluminense. Outras saídas devem ser as de Thiago Neves e Fabrício Bruno, que entraram na justiça contra o clube, pedindo rescisão unilateral de seus contratos, por falta de pagamento de salários, direitos de imagem e outras verbas trabalhistas.

Leia também: Cruzeiro começa a se mexer no mercado e mira reforços

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.