O que você procura?

Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Dono da Tríplice Coroa de 2003, Cruzeiro ainda é o melhor do século em aproveitamento

O Cruzeiro de 2003 teve 75,52% de aproveitamento.
Rômulo Soares 16 de dezembro de 2021 às 11:10
Tempo de leitura
2 min
Foto: Divulgação / Cruzeiro
Foto: Divulgação / Cruzeiro

Apesar dos tempos de crise, a vitoriosa história do Cruzeiro segue no topo de alguns recordes do futebol brasileiro. Ainda que o rival tenha repetido o seu feito de 2003, ao conquistar a Tríplice Coroa, a Raposa de Alex ainda é o time de melhor aproveitamento do futebol brasileiro no século XXI.

O Cruzeiro de 2003 teve 75,52% de aproveitamento. Em segundo vem o Atlético de 2021, com 75,22% e em terceiro aparece mais uma vez a Raposa, com 74,4% de rendimento em 2013 (quando conquistou o Campeonato Brasileiro). O Flamengo de 2019, campeão brasileiro e da Copa Libertadores, é o quarto do ranking, com 74,4% de aproveitamento. Para fechar o TOP 5, o Corinthians de 2015, que conquistou o Brasileirão, teve 69,15% de rendimento.

Em 2014, quando o Cruzeiro conquistou o seu segundo título brasileiro seguido, o time celeste teve 68,07% de aproveitamento, e aparece entre os 10 maiores aproveitamentos do século, em nono colocado.


O time base campeão da Tríplice Coroa com o Cruzeiro em 2003 era formado por: Gomes; Maurinho, Cris, Edu Dracena e Leandro; Maldonado, Marinho, Augusto Recife, Wendell e Alex; Aristizábal e Márcio Nobre. O treinador era Vanderlei Luxemburgo, que hoje tem a missão de escrever uma nova história com a Raposa, reerguendo o clube para a elite do futebol brasileiro após três anos da Segunda Divisão.

A Tríplice Coroa do Cruzeiro já tem 18 anos e ainda sustenta alguns recordes, como o fato de ser o único time a conseguir fazer 100 pontos no Campeonato Brasileiro. A Raposa de 2003 quebrou o recorde de gols da competição até então, com 102, mas que foram superados pelo Santos de 2004, também comandado por Vanderlei Luxemburgo, que marcou 103 em sua campanha do título. 

A pontuação alta e os muitos gols marcados dificilmente serão repetidos por algum outro time hoje em dia, uma vez que à época, o campeonato era disputado por 24 times e não 20 como hoje, com cada time disputando 46 jogos ao invés dos 38 de hoje. 

O Cruzeiro multicampeão de 2003 teve o meia Alex como artilheiro da equipe e do campeonato, além de, até hoje, ser o artilheiro do Cruzeiro no Brasileirão, o com 23 gols marcados, seguido por Aristizábal, com 21.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.

Última atualização em 16 de dezembro de 2021 às 14:09