O que você procura?


Inédito! Cruzeiro passa três jogos seguidos sem sofrer gols na Série B

Atualmente, o Cruzeiro tem a quarta pior defesa do campeonato, com 35 gols sofridos, mas é o sétimo em jogos sem sofrer gols (11).

Rômulo Soares 13 de outubro de 2021 às 10:07
Tempo de leitura
2 min
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Cruzeiro e Botafogo ficaram no empate sem gols na noite dessa terça-feira, 12 de outubro, na Arena Independência, em jogo válido pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Apesar de não ter conseguido a vitória, a Raposa mandou na partida, dando 25 chutes (seis certos) e tendo 55% de posse de bola.

O placar zerado fez com que o Cruzeiro alcançasse uma marca inédita na Segundona, o fato de passar três jogos seguidos sem sofrer gols. O time celeste venceu o Brasil de Pelotas por 2 a 0, bateu o Coritiba por 3 a 0 e empatou com o Botafogo em 0 a 0. Porém, a Raposa já está invicta há quatro jogos, pois, antes de todos esses jogos, o clube mineiro empatou em 1 a 1 com o Guarani.

Atualmente, o Cruzeiro tem a quarta pior defesa do campeonato, com 35 gols sofridos, mas é o sétimo em jogos sem sofrer gols (11), com quatro partidas sem ser vazado a menos que o Botafogo (1º), que tem 15 jogos sem ter sua defesa vazada.

De acordo com o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Cruzeiro tem apenas 0,34% de chance de subir para a Primeira Divisão. Para conseguir tal feito, a Raposa precisaria de uma campanha perfeita, vencendo todos os próximos oito jogos que tem pela frente.

O principal problema do Cruzeiro em 2021, assim como no ano passado, foi ter demorado para reagir na Série B. No turno, a equipe celeste foi apenas o 14º colocado, com 21 pontos, enquanto no returno é o sexto, com 17 pontos somados.

Na próxima sexta-feira, 15 de outubro, o Cruzeiro volta a campo, contra o Avaí fora de casa, às 21h30, em busca da façanha de vencer todos os jogos que restam para continuar sonhando com o acesso para a elite do futebol brasileiro.

Invencibilidade mantida

Com o empate, o Cruzeiro manteve uma invencibilidade de nove jogos contra o Botafogo. A última vez que o Fogão bateu a Raposa foi em 2016. De lá para cá, foram três vitórias celestes e seis empates.

No histórico completo do confronto, a Raposa também leva a melhor. São 75 partidas, 30 vitórias mineiras, 26 empates e 19 triunfos cariocas. O Cruzeiro já marcou 107 gols e sofreu 85 no histórico de confrontos diante do Botafogo.