O que você procura?

Luxa balançado: veja o perfil de técnico que “gestão Ronaldo” quer para o Cruzeiro

Com a compra de 90% das ações do Cruzeiro por Ronaldo Fenômeno, novas mudanças devem acontecer no clube celeste.
Rômulo Soares 22 de dezembro de 2021 às 14:03
Tempo de leitura
4 min
Foto: XP
Foto: XP

A compra do Cruzeiro pelo ex-jogador Ronaldo balançou os bastidores da Raposa. O diretor de futebol Alexandre Mattos, que estava cotado para assumir a direção do clube e que participou de várias negociações de jogadores que chegaram ao time celeste para a disputa da temporada 2022, não retornará mais ao Cruzeiro e novas mudanças ainda devem acontecer.

Para o cargo de diretor técnico, Ronaldo tem um nome de confiança: Paulo André, ex-zagueiro, que também jogou no Cruzeiro. Ele é amigo de Ronaldo, com quem atuou no Corinthians e com quem esteve nos últimos dias em São Paulo. O ex-jogador é, hoje, o “diretor de estratégia desportiva” no Real Valladolid.


Alexandre Mattos revelou ao jornalista dos Donos da Bola, da TV Bandeirantes, Héverton Guimarães, que o perfil que Paulo André quer para o comando técnico do Cruzeiro é de um profissional jovem, o que diverge com o do atual treinador da Raposa, Vanderlei Luxemburgo, que tem 69 anos de idade e 41 anos de carreira. Seguindo essa informação, outro nome, Mano Menezes, de 59 anos, também estaria descartado, porém, o fato de o treinador duas vezes campeão da Copa do Brasil pelo Cruzeiro estar sem clube e ter um estilo de jogo que agrada Ronaldo, ainda o coloca como uma possível contratação celeste.

Nomes que se encaixam com o perfil apontado são: Fernando Diniz, Roger Machado, Thiago Larghi, Dunga, Dorival Júnior, Ricardo Gomes, Jorginho e Eduardo Barroca que estão sem clube, Guto Ferreira (Bahia), Rogério Ceni (São Paulo), Maurício Barbieri (Bragantino), Jair Ventura (Juventude) e Alberto Valentim (Athletico-PR).

Vanderlei Luxemburgo assinou a renovação de contrato com o Cruzeiro e tem vínculo com a Raposa até dezembro de 2022, com prorrogação automática para 2023 em caso de acesso à Série A. Nos bastidores, ele trabalhou em conjunto com Alexandre Mattos na busca por reforços e na definição sobre os atletas do elenco que seriam aproveitados em 2022.

O Cruzeiro fechou com o goleiro Jaílson, o lateral-direito Pará, os zagueiros Sidnei e Maicon; os meio-campistas Filipe Machado, Pedro Castro, João Paulo e Fernando Neto; e o atacante Edu.

Contratado em agosto de 2021, Luxemburgo contabilizou oito vitórias sob o comando do Cruzeiro, 11 empates e quatro derrotas em 23 jogos na Série B. Ele tirou a Raposa da zona de rebaixamento à Terceira Divisão e encerrou em 14º, com 48 pontos. Campeão mineiro, da Copa do Brasil e do Brasileirão de 2003, o treinador de 69 anos contabilizou 82 vitórias, 36 empates e 31 derrotas em 149 jogos pelo clube, somando todas as suas passagens pela Toca.

Em entrevista ao Flow Sport Club, antes da notícia da aquisição da SAF do Cruzeiro, Ronaldo falou sobre o perfil de técnico passado ao ex-zagueiro Paulo André, gerente-geral do Valladolid, da Espanha, do qual o Fenômeno é dono de 82% das ações.

“O trabalho do dirigente na hora de contratar um treinador é importantíssimo. O treinador normalmente vem e já tem aquela ideia de que: ‘eu vou e farei tudo do meu jeito’. Mas acho que os clubes cada vez mais têm que buscar a identidade e as características de um treinador que o clube quer. No diagnóstico que fiz com o Paulo André, ele chegou para mim e perguntou: ‘como você quer que seu time jogue?’. Eu disse: quero que meu time jogue para frente, seja vertical, compacto, saia em contra-ataque, tenha jogadores rápidos e características que o clube pode determinar para entregar ao treinador. Quero que meu time jogue para frente, seja protagonista, ter a posse de bola, fazer muitos gols, sofrer menos, me divertir, que a torcida se divirta. Há várias coisas que você pode pedir ao treinador. É uma busca complicada. No Brasil, do jeito que fazem, ninguém faz isso. Mandam embora um, outro, só vão trocando. Ninguém chega ali: ‘amigão, quero que meu time jogue assim, que a torcida fique feliz e se divirta’. Não tem.”

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.