O que você procura?


Mirando a parte de cima da tabela, Cruzeiro busca sequência e invencibilidade contra o Botafogo

Essa é a chance da Raposa conseguir um grande feito pela segunda vez na competição: emplacar uma sequência de três vitórias seguidas.

Rômulo Soares 11 de outubro de 2021 às 12:02
Tempo de leitura
2 min
Foto: Vitor Silva/Botafogo
Foto: Vitor Silva/Botafogo

Embalado após duas grandes vitórias na Série B do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro enfrenta o Botafogo nesta terça-feira, 12 de outubro, às 21h30, no Mineirão, pela 29ª rodada da Segundona. Essa é a chance da Raposa conseguir um grande feito pela segunda vez na competição: emplacar uma sequência de três vitórias seguidas.

O Cruzeiro bateu o Brasil de Pelotas por 2 a 0 no Mineirão e emplacou uma goleada por 3 a 0 sobre o líder Coritiba no Couro Pereira. Com isso, o time celeste chegou a 12ª posição, com 38 pontos. Além da sequência de vitórias, a Raposa está prestes a alcançar algo inédito na Série B: passar três jogos seguidos sem sofrer gols.

Para alcançar tal feito, o Cruzeiro terá que superar algumas adversidades, como a falta do zagueiro titular Ramon, que está suspenso para o jogo contra o Botafogo. Para preencher a vaga, o técnico Luxemburgo tem as seguintes opções: Léo Santos, Rhodolfo, Joseph, Paulo e Weverton. Quando Eduardo Brock esteve fora pelo terceiro cartão amarelo, a opção do treinador foi pelo zagueiro Léo Santos.

O volante Ariel Cabral também está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e não enfrenta o Botafogo. A partida terá transmissão do SporTV e Premiere.

Invencibilidade

O Cruzeiro conta com um ótimo retrospecto contra o Botafogo a seu favor. O time mineiro não perde para o Fogão desde 2016. De lá para cá, foram oito jogos: três vitórias celestes e cinco empates. No histórico completo do confronto, a Raposa ainda leva a melhor. São 74 partidas, 30 vitórias mineiras, 25 empates e 19 triunfos cariocas.

A Raposa já marcou 107 gols e sofreu 85 no histórico de confrontos diante do Botafogo.

Prováveis escalações

Cruzeiro: Fábio; Cáceres, Léo Santos, Eduardo Brock e Matheus Pereira; Adriano, Lucas Ventura e Giovanni; Bruno José (Felipe Augusto), Vitor Leque e Thiago. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Botafogo: Diego Loureiro; Daniel Borges, Carli, Gilvan, Carlinhos; Oyama, Barreto, Chay; Marco Antonio, Diego Gonçalves, Navarro. Técnico: Enderson Moreira.

Arbitragem

  • Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
  • Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL) e Brigida Cirilo Ferreira (AL)
  • Quarto Árbitro: Ronei Candido Alves (AL)
  • VAR: José Claudio Rocha Filho (SP)
Última atualização em 11 de outubro de 2021 às 12:04