18.4 C
Belo Horizonte
terça-feira, 31 janeiro 2023

Copa do Mundo: Argentina e França protagonizam final sem favorito claro

Não é segredo que a França é a melhor seleção do mundo quando o assunto são as opções técnicas para o plantel, mas quem tem Lionel Messi, caso da Argentina, adversária na final da Copa do Mundo, nunca sai atrás. O duelo deste domingo (18), às 12h no Lusail Stadium, será entre equipes de pontos fortes diferentes, mas que, de certa forma, entram em pé de igualdade.

Tanto França quanto Argentina tiveram jornadas de superação para chegarem à final da Copa do Mundo. Os azuis foram acometidos por diversas lesões ao longo da preparação, e nomes como os atacantes Christopher Nkuku e Karim Benzema ficaram de fora do Mundial. Já os hermanos sofreram um baque logo na estreia, perdendo por 2 a 1 para a Arábia Saudita. A Albiceleste correu risco de ser eliminada precocemente, mas conseguiu dar a volta por cima e encontrou forças no revés da primeira rodada.

Paredões nas redes

O equilíbrio entre França e Argentina já começa pelo gol. Hugo Lloris e Emiliano Martínez tem feito participações de destaques na Copa do Mundo, sendo imprescindíveis para suas seleções. Nos raros momentos em que os franceses esmoreceram, lá estava Lloris para impedir o gol adversário, como nos jogos contra Inglaterra e Marrocos. Já ‘Dibu’ Martínez foi decisivo defendendo dois pênaltis contra a Holanda, na disputa das quartas de final.

Fato é que os atacantes terão trabalho para balançar as redes durante os 90 minutos da finalíssima.

União e força

Nesse aspecto, a Argentina se sobrepõe. Aliás, é até difícil encontrar alguma seleção que seja mais” raçuda” que os argentinos, isso no contexto geral do futebol. O clima no vestiário azul e branco é especial, e os jogadores sentem que esse é o momento de dar fim ao incômodo jejum de 36 anos sem vencer o Mundial.

Em um contexto tão equilibrado, qualquer porcentagem a mais de vontade e entrega pode ser preponderante para o título.

Frios e acostumados

A França carrega consigo o fardo de ser a atual campeã mundial. Com muitos jogadores presentes na conquista de 2022, os Bleus estão mais acostumados a disputarem partidas do peso de uma final de Copa do Mundo do que os argentinos. Caso o time de Didier Deschamps vença, será o primeiro bicampeonato de Mundial desde 1962, com as conquistas do Brasil.

Mbappé vs Messi

O duelo entre os craques do PSG-FRA é tão aguardado quanto a final em si. Os dois jogadores são os artilheiros da Copa do Mundo, e disputam, além da Chuteira de Ouro, o prêmio de melhor jogador do torneio. O momento de Messi é levemente superior ao de Mbappé. Aos 35 anos, La Pulga tem flutuado dentro de campo e mostrado uma liderança jamais vista com a camisa da Argentina. É inegável a influência positiva de Mbappé na Seleção Francesa, principalmente em contra-ataques e jogadas ofensivas, mas aos 23 anos, a Tartaruga Ninja ainda não atingiu o nível de seu companheiro de time.

Rodeada de tensão, a final da Copa do Mundo costuma ser sempre equilibrada e decidida nos últimos detalhes, como deve ser a tendência do duelo entre França e Argentina.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: