Ultimate magazine theme for WordPress.

Brasil e Argentina se enfrentam em busca de final da Copa América

O Brasil terá pela frente, na noite de hoje, seu maior desafio pós Copa do Mundo. A Seleção entra em campo contra ninguém menos que a arquirrival Argentina, de Lionel Messi. A partida será disputada no Mineirão, às 21h30 (horário de Brasília).

Ambas as seleções vem sofrendo pesadas críticas de seus torcedores pelo baixo desempenho nos últimos tempos. Apesar de conseguirem chegar a semifinal da Copa América, Brasil e Argentina não empolgaram durante a competição. Os rivais venceram apenas dois de seus quatro jogos na competição, mesmo enfrentando adversários muito inferiores tecnicamente.

Brasil

Sem sua principal estrela, Neymar, que se lesionou em amistoso preparatório e foi cortado da competição, o Brasil confia em seu coletivo para chegar a final da Copa América. Com jogadores importantes como Phillippe Coutinho e Roberto Firmino passando por fase irregular, é importante que outros jogadores dividam o protagonismo.

A principal esperança da Seleção, hoje, é o goleiro Alisson. Campeão da Champions League com o Liverpool, o goleiro ainda não sofreu gols nessa Copa América e vive grande fase. Entre os jogadores de linha, Coutinho e Firmino são as esperanças, mas Éverton Cebolinha, do Grêmio, vem assumindo o protagonismo nas últimas partidas. Portanto, apesar da menor “grife”, o torcedor deposita muita expectativa no ponta.

O técnico Tite contará ainda com a volta de Casemiro. Com o volante em campo, a Seleção não perde desde 2012. O jogador havia ficado de fora da última partida, contra o Paraguai, por cumprir suspensão. Sendo assim, este é mais um motivo para aumentar a confiança dos brasileiros.

Brasil e Argentina se enfrentam em busca de final da Copa América
Goleiro Alisson vive grande fase na carreira – Crédito da foto: Lucas Figueiredo/CBF

Argentina

Já a Argentina contará com a lenda Lionel Messi para bater o Brasil e ir às finais da Copa América. Como não poderia ser diferente, o camisa 10 é o principal jogador da seleção “Albiceleste”. Mas apesar de todo o status, Messi não vem apresentando um desempenho satisfatório na competição. O atleta balançou a rede apenas uma vez, de pênalti, e convive com críticas ao seu desempenho.

E se o Brasil confia no coletivo para bater a Argentina, os “hermanos” tem nessa questão sua principal dificuldade. Vivendo má fase coletiva, a seleção azul e branca não demonstrou nenhum padrão de jogo e teve mudanças de escalação em todos os jogos da Copa América.

O técnico interino Lionel Scaloni ainda não conseguiu dar um padrão de jogo à sua equipe, que depende mais da individualidade que do trabalho conjunto. E o problema é que essa individualidade muitas vezes não aparece. Os jogadores argentinos, principalmente os mais famosos, como Messi, Agüero e Di María, parecem sentir muito o peso da camisa argentina e não conseguem repetir as boas atuações que têm nos clubes, na seleção. Portanto, a omissão dos grandes craques prejudica os mais jovens.

Brasil e Argentina se enfrentam em busca de final da Copa América
Messi é a principal esperança argentina – Crédito da foto: Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images

Mineirão

O palco da semifinal de hoje está acostumado a receber o maior clássico entre seleções do mundo. E o retrospecto é favorável ao Brasil, no estádio. Nos últimos 15 anos, as Seleções se enfrentaram três vezes no Mineirão, com duas vitórias brasileiras e um empate. Historicamente são cinco jogos no “Gigante da Pampulha”, com quatro vitórias da Seleção Canarinho e um empate.

Portanto, além do momento técnico, o retrospecto credencia, assim, o Brasil como favorito.

Brasil e Argentina se enfrentam em busca de final da Copa América
No último Superclássico disputado no Mineirão, o placar terminou em 3 a 0 para o Brasil – Crédito da foto: Lucas Figueiredo/CBF

Ficha técnica – Brasil x Argentina

Motivo: Semifinal da Copa América 2019

Data e hora: Terça-feira, 02 de julho, 21h30 (de Brasília)

Local: Mineirão, Belo Horizonte  – MG

Provável escalação do Brasil: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís (Alex Sandro); Casemiro, Arthur e Coutinho; Everton, Gabriel Jesus e Firmino. Técnico: Tite.

Provável escalação da Argentina: Armani, Foyth, Pezzella, Otamendi e Tagliafico; Paredes, De Paul e Acuña; Lionel Messi, Agüero e Lautaro Martínez. Técnico: Lionel Scaloni.

Transmissão: Globo e SporTV.

Árbitro: Roddy Zambrano apita o jogo, auxiliado portanto, por Christian Lescano e Byron Romero, todos do Equador.

Árbitro de vídeo: Leodan Gonzalez, do Uruguai, será o responsável pelo VAR.
Comentários do Facebook