Take a fresh look at your lifestyle.

Hindalco lança projeto que garante mais segurança e sustentabilidade aos processos da empresa

A Hindalco do Brasil lançou em Ouro Preto, na manhã desta quinta-feira (6), o projeto Filtro Prensa, que é o primeiro sistema de rejeito a seco da região. Trata-se de uma alternativa para a deposição do rejeito de bauxita durante o processo de produção de alumina, ou seja, um sistema de secagem de rejeito.

Um dos objetivos do projeto é minimizar os impactos ambientais, já que o Filtro Prensa vai contribuir para a economia de 360 mil litros de água por dia, além de reduzir o consumo de ácido e energia e garantir mais segurança operacional com o aumento de sólidos no rejeito.

O investimento foi de R$23 milhões de reais, envolveu diversos testes e irá começar a funcionar 24 horas por dia a partir de hoje. O sistema funciona da seguinte forma: o barro sai do filtro como se fosse um tablete de chocolate, com uma textura mais sólida e, logo após, é empilhado.

Jeorge Silva, gerente de projetos da Hindalco, destacou que o Filtro Prensa é um processo mais caro, porém ele é mais viável para a empresa, já que não será preciso elevar a altura das barragens. “Com esse novo sistema nós vamos expor o rejeito de forma seca, eliminando a disposição em barragens. Com isso, a gente elimina o risco de barragens, elimina o risco de vazamento das tubulações, que podem até contaminar o meio ambiente e, principalmente, recupera água e energia elétrica para o nosso processo”, conta.

O prefeito de Ouro Preto, Júlio Pimenta, também esteve no evento e destacou como essa nova tecnologia poderá beneficiar o município. “Havia uma preocupação grande com a barragem do Marzagão. A segurança já foi verificada pelo município, mas há uma preocupação futura. Esse trabalho aqui hoje irá melhorar à questão do recurso hídrico, que aqui na região é muito escasso, além de firmamos possíveis parcerias com a Universidade. Também tem a questão de manter os empregos e gerar novas oportunidades de trabalho, o que reforça o compromisso da Hindalco com Ouro Preto”.

Sobre a segurança da barragem de Marzagão, Jeorge afirmou que todo ano é feito o relatório de segurança de barragens. “Ela tem um fator de segurança acima dos limites exigidos por lei, temos monitoramentos diários e a empresa faz todos os investimentos necessários para garantir a segurança e integridade da barragem“.
Além do prefeito de Ouro Preto, outras autoridades, além de representantes da comunidade, da imprensa e de empresas da região conheceram o projeto Filtro Prensa.

Empregos

A nova tecnologia deve gerar cerca de 20 novos empregos diretos na empresa, tanto na área operacional, que serão 10 empregos diretos, como na área de transporte, que serão cerca de cinco motoristas, além dos empregos indiretos.

Atualmente, a Hildalco conta com 424 funcionários, sendo que 14% são mulheres e 89% são da região. Além disso, há 17 jovens aprendizes e 13 pessoas com deficiência no quadro da empresa.

Close